5
Shares
Pinterest Google+

Cerca de 60 mil profissionais que atuam em hospitais serão imunizados

Um lote com 4 mil doses da vacina Coronavac chegou nesta manhã (18) no Hospital de Clínicas da #Unicamp. O carregamento foi enviado pelo Instituto Butantan. Foto: Divulgação/Unicamp

Os hospitais das Clínicas de Campinas, Botucatu, Ribeirão Preto e Marília e o Hospital de Base de São José do Rio Preto começaram a receber hoje (18) as vacinas e insumos para a imunização contra a covid-19.

Serão vacinados cerca de 60 mil profissionais que atuam nos cinco hospitais-escola selecionados. Foram enviadas 4,4 mil doses da vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, para que a vacinação comece ainda hoje.

Um lote com 4 mil doses da vacina #Coronavac chegou nesta manhã (18) no Hospital de Clínicas da #Unicamp. O carregamento foi enviado pelo Instituto Butantan. Foto: Divulgação/Unicamp

Segundo o governo estadual, os trabalhadores do Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, na capital paulista, já começaram a tomar o imunizante desde as 7h de hoje. A aplicação da vacina começou ontem, logo depois da aprovação pela Anvisa. Ontem, foram vacinadas 112 pessoas.

“Estamos distribuindo as grades de vacinas e insumos com muita agilidade, graças ao planejamento e mobilização das equipes. Há cerca de três meses temos nos dedicado a organizar a campanha, que agora começa com a priorização dos nossos heróis da saúde”, disse o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

De acordo com o governo estadual as vacinas e insumos serão enviados a partir de amanhã para os polos regionais, que farão a redistribuição para as prefeituras. A prioridade é que sejam vacinados antes os profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia e também os povos indígenas.

 

Com informações da Agência Brasil

Previous post

Fifa altera cronograma do Mundial de Clubes de 2020, no Catar

Next post

Butantan pede à Anvisa registro de mais 4,8 milhões de doses da vacina contra COVID-19

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *