Home»Cotidiano»Cidades»Governo de SP assina ordem de serviço para obra da Barragem de Duas Pontes

Governo de SP assina ordem de serviço para obra da Barragem de Duas Pontes

0
Shares
Pinterest Google+

Junto ao reservatório de Pedreira, já em construção, as intervenções reforçarão abastecimento de 23 municípios da região

Rio Camanducaia entre as cidades de Pedreira, Amparo e Santo Antônio de Posse, onde o governo do estado junto ao DAEE pretende construir a Barragem de Duas Pontes para obter uma reserva hídrica dentro das Bacias do PCJ – Foto: Renato César Pereira/CP

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), assinaram em 5 de agosto, em Amparo, a ordem de serviço para a construção da Barragem de Duas Pontes, no Rio Camanducaia.

O investimento será de R$ 271 milhões na implantação do reservatório, sendo 196 milhões nas obras e R$ 75 milhões na desapropriação da área. A previsão de conclusão do trabalho é 2022. Junto à Barragem de Pedreira, já em construção, o reservatório beneficiará mais de cinco milhões de pessoas em 23 municípios da Bacia PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

Assinaram a ordem de serviço o titular da SIMA, secretário Marcos Penido, e o superintendente do DAEE, Francisco Eduardo Loducca. “Estamos priorizando investimentos para atender à demanda crescente por recursos hídricos”, afirmou Penido. “As barragens de Pedreira e Duas Pontes vão criar uma reserva estratégica de água e reforçar o sistema como um todo, principalmente nas épocas de estiagem”, acrescentou.

“Amparo será privilegiada, pois, contará com um equipamento que não só garantirá o abastecimento para a região, mas, também, caso necessite, beneficiará a nossa cidade. Isso sem contar a movimentação turística num local como esse. Desde o início dos tramites, estamos vendo o cuidado com o Meio Ambiente que o DAEE tem tomado para uma obra dessa grandeza”, destacou o prefeito de Amparo, Luiz Oscar Vitale Jacob.

Rio Camanducaia entre as cidades de Pedreira, Amparo e Santo Antônio de Posse, onde o governo do estado junto ao DAEE pretende construir a Barragem de Duas Pontes para obter uma reserva hídrica dentro das Bacias do PCJ – Foto: Renato César Pereira/CP

Estrutura

O reservatório de Amparo terá capacidade para acumular 53,4 milhões de metros cúbicos e disponibilizará uma vazão regularizada de 8,7 mil litros de água por segundo. Já o de Pedreira permitirá uma vazão de 8,3 mil litros por segundo.

Portanto, o sistema com as duas barragens permitirá escoamento de 17 mil m³/s (litros de água por segundo) para as Bacias PCJ, um incremento significativo, tendo em vista que, hoje, a vazão dos rios Jaguari e Camanducaia é de 9 m³/s.

“É uma conquista importantíssima para toda a região e que beneficia também todos os municípios que são abastecidos pelo sistema Cantareira”, destacou Francisco Eduardo Loducca.

Serão beneficiados com a reserva hídrica estratégica os municípios de Amparo, Americana, Arthur Nogueira, Campinas, Campo Limpo, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jundiaí, Limeira, Louveira, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Piracicaba, Sumaré, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo.

Rio Camanducaia entre as cidades de Pedreira, Amparo e Santo Antônio de Posse, onde o governo do estado junto ao DAEE pretende construir a Barragem de Duas Pontes para obter uma reserva hídrica dentro das Bacias do PCJ – Foto: Renato César Pereira/CP

Detalhes técnicos

A Barragem Duas Pontes será constituída de um maciço de terra compactado com 35,5 metros de altura, crista com 7 metros de largura e 800 metros de extensão. O vertedouro terá oito comportas, com 7,5 m de largura e 3,5 metros de altura, que permitirão descarregar até 715 mil litros por segundo.

O reservatório contará também com uma torre de tomada d’água principal, para vazão regularizada, com 35 metros de altura. Este sistema permitirá um escoamento de 8,7 metros cúbicos.

Preservação ambiental

O reservatório conta com uma área de proteção ambiental permanente (APP) com 100 metros de largura ao longo de toda a margem, totalizando 391 hectares. A implantação do projeto conta com um conjunto de ações ambientais, destacando-se o programa de Revegetação e Enriquecimento Florestal.

O DAEE já iniciou o reflorestamento deste espaço, com o plantio de 340 mil de mudas de espécies nativas.

 

Com informações do Governo do Estado de SP

Previous post

Rota das Bandeiras faz interdição noturna para reparo no pavimento da D. Pedro I (SP-065), em Campinas, nesta segunda (10)

Next post

Parques e bosques reabrirão a partir do sábado com horário reduzido

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *