0
Compartilhamentos
Pinterest Google+
Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas – Foto: Arquivo/Divulgação

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC) apresenta-se no próximo final de semana sob a regência do maestro convidado Linus Lerner, elogiado pelo carisma e pela energia apaixonada de suas performances, e com a flautista Claudia Nascimento como solista convidada, com renomada carreira nacional e internacional. Os concertos serão especiais também por uma homenagem às lojas maçônicas de Campinas e seus membros, que muito contribuíram com a Orquestra em seus 90 anos de existência, celebrados neste ano.

As apresentações, no Teatro Castro Mendes, serão no sábado, dia 8 de junho, às 20h (com bilheteria já esgotada), e no domingo, 9 de junho, às 11h.

Os músicos da OSMC interpretam um repertório sedutor, com obras de Franz Von Suppé, Mozart e Tchaikovsky. O concerto tem início com o compositor Franz Von Suppé e sua “Cavalaria Ligeira”, uma opereta cômica com libreto de Karl Costa, recorrente como peça de concerto autônoma e em trilhas sonoras para filmes, desenhos animados e anúncios publicitários. Na sequência, do genial Wolfgang Amadeus Mozart, o público poderá apreciar o “Andante para flauta e orquestra, K.315/285c” e o “Concerto para Flauta e Orquestra nº 1 em Sol Maior, K. 313/285c”. Para encerrar o concerto, a passional “Sinfonia nº 6 em Si Menor, Op. 74, TH 30 – Patética”, de Piotr Ilitch Tchaikovsky, uma das maiores expressões do Romantismo.

Convidados

O maestro Linus Lerner atua como diretor artístico e regente da Southern Arizona Symphony Orquestra (EUA), da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (Brasil), do Festival Internacional de Música “Gramado in Concert” (Brasil), do Festival da Ópera de San Luis e da Competição Internacional de Voz Linus Lerner (México).

Maestro premiado, recebeu, entre outros, a Medalha Ohtli (o maior prêmio do governo mexicano) em razão de seu trabalho para o desenvolvimento da ópera no México e a Medalha Djalma Marinho pelo trabalho à frente da Sinfônica do Rio Grande do Norte.

Elogiado pelo carisma e pela energia apaixonada nas suas performances musicais. Lerner tem regido nos Estados Unidos, Brasil, Bulgária, China, República Checa, Alemanha, Itália, México, Panamá, Paraguai, Espanha, Coréia do Sul, Turquia e Rússia.

Com a Southern Arizona Symphony Orquestra, gravou um CD de concertos de viola de Amanda Harberg e Max Wolpert com o violista Internacional Brett Deubner, lançado pela Naxos. Com a Sinfônica do Rio Grande do Norte, registrou a música do compositor brasileiro Tonheca Dantas. Lerner também trabalhou como professor e preparador de várias orquestras e coros, entre eles, para El Sistema “La Esperanza Azteca”, no México, onde ensinou mais de 100 maestros.

Já a flautista Claudia Nascimento, natural de São Paulo, desde 2015 ocupa o cargo de flauta solista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), e entre 2008 e 2014 integrou a Orquestra Sinfônica Brasileira. Atualmente também é professora da Academia Osesp onde ministra aulas e masterclasses.

Iniciou seus estudos com Jean-Noël Saghaard, formou-se como bacharel em flauta pela Universidade Estadual Paulista, em 2001. Logo após, foi agraciada com uma bolsa de estudos pela Fundação Vitae para se aperfeiçoar no Conservatoire à Rayonnement de Rueil-Malmaison, em Paris, Foi laureada com a Medalha de Ouro em Música de Câmara, na classe do Prof. Michel Moraguès. Após o final de seu curso no Conservatório de Rueil-Malmaison, ingressou na classe do Prof. Frédéric Chatoux, no Conservatoire de Poissy. Participou de alguns dos mais importantes Festivais de Música do país, dentre eles Campos do Jordão, Curitiba, Itú e Brasília. Participou, também, de Master Classes com grandes flautistas.

Claudia Nascimento tem sido convidada para se apresentar com vários grupos orquestrais e cameristicos, nacionais e internacionais. Atuou como solista frente à Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem, Orquestra Experimental de Repertório e Orquestra Jovem do Estado de São Paulo. Foi premiada por duas vezes no Concurso Jovens Solistas (versão camerística), da Orquestra Experimental de Repertório.

Programa

FRANZ VON SUPPÉ (Split, Dalmácia, 1819-Viena, 1895)

Cavalaria Ligeira – Abertura

WOLFGANG AMADEUS MOZART (Salzburgo, 1756-Viena, 1791)

Andante para flauta e orquestra, K.315/285e

Concerto para Flauta e Orquestra n° 1 em Sol Maior, K. 313/285c

  1. Allegro maestoso
  2. Adagio ma non troppo

    III. Rondo. Tempo di Menuetto

INTERVALO

PIOTR ILITCH TCHAIKOVSKY (Votkinsky, 1840-São Petersburgo, 1893)

Sinfonia N° 6 em Si Menor, Op. 74, TH 30 – Patética

  1. Adagio – Allegro non troppo
  2. Allegro con grazia

    III. Allegro molto vivace

  1. Adagio lamentoso
Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas – Foto: Divulgação/PMC

Serviço:

Concertos da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas

Horário: 8/06 (sábado), às 20h (bilheteria esgotada) e 9/06 (domingo), às 11h.

Local: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, Campinas, telefone 19 3272-9359)

Valores dos ingressos:

R$ 10,00 (inteira)

R$ 5,00 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos)

R$ 4,00 (professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida)

R$ 2,00 (estudantes da rede municipal e estadual de ensino)

Observação:

Expressamente proibida a entrada após o início do concerto.

Não será permitida a entrada de menores de 6 anos nas apresentações.

 

Post Anterior

TJ de SP afasta prefeito de Campinas por contratar 1.800 pessoas sem concurso

Próximo Post

Receita abre consulta a 1º lote de restituição do IR 2019

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *