Home»Cultura»Serra da Barriga, em Alagoas, é declarada patrimônio cultural do Mercosul

Serra da Barriga, em Alagoas, é declarada patrimônio cultural do Mercosul

0
Shares
Pinterest Google+

Região que abrigava o Quilombo dos Palmares, maior espaço de resistência de escravos durante o período colonial, recebeu reconhecimento internacional neste sábado (11)

Habitação típica quilombola – Foto: Fundação Cultural Palmares

A região da Serra da Barriga (AL), que abrigava o Quilombo dos Palmares, recebeu o título de patrimônio cultural do Mercosul neste sábado (11). O quilombo é lembrado na história brasileira como o maior espaço de resistência de escravos durante mais de um século no período colonial.

O reconhecimento significa, na prática, que os governos do Brasil e estadual, assim como a sociedade civil, devem estar comprometidos com a proteção, a conservação, a promoção e a gestão da Serra da Barriga.

De acordo com o presidente da Fundação Cultural Palmares, Erivaldo Oliveira, um plano entre a instituição e a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) vai promover o turismo sustentável na região. “É necessário que Alagoas abrace a Serra da Barriga para fazermos daqui um dos pontos turísticos mais visitados deste País, com guias e atividades constantes.”

Em 1985, a região foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em 2007, foi aberto o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, único parque temático voltado à cultura negra no Brasil, que recebe anualmente cerca de 8 mil visitantes. “Todo esse trabalho de candidatura é difícil e profundo e fundamental para a salvaguarda da cultura negra”, afirmou Kátia.

Muxima, núcleo de reuniões dos conselheiros no Quilombo dos Palmares – Foto: Fundação Cultural Palmares

Patrimônio do Mercosul

A lista de patrimônios culturais do Mercosul inclui o edifício-sede do Mercosul, em Montevidéu, inaugurado em 30 de dezembro de 1909; a pajada, que é uma arte que mistura música e poesia e que adquiriu grande desenvolvimento no Cone Sul; o chamamé, estilo musical tradicional da Argentina, e o cimarronaje cultural equatoriano.

O Brasil possui dois bens com o título: a Ponte Internacional Barão de Mauá, ligação entre as cidades de Jaguarão, no Brasil, e Rio Branco, no Uruguai; e a região das Missões, que abrange cinco países (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia).

Com informações da Agência Brasil

Previous post

Prefeitura de Hortolândia faz terraplenagem para obra de cabeceira da Ponte Estaiada

Next post

Orquestra Ouro Preto lança DVD The Beatles na Concha Acústica do Taquaral

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *