Home»Esporte»Ponte Preta perde pênalti, mas ganha do Flamengo e deixa a zona de rebaixamento

Ponte Preta perde pênalti, mas ganha do Flamengo e deixa a zona de rebaixamento

0
Shares
Pinterest Google+
A Ponte Preta enfrentou o Flamengo na noite dessa segunda-feira (2) e com gol de Jean Patrick, venceu os cariocas pelo placar de 1 a 0 – Foto: Fabio Leoni/Ponte Press

 

Em partida com todos os elementos dignos de um jogo de Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta derrotou o Flamengo pelo placar de 1 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pelo encerramento da 26.ª rodada, e deixou a zona de rebaixamento. Naldo foi expulso na etapa complementar, enquanto que o goleiro flamenguista Diego Alves defendeu um pênalti cobrado por Lucca.

Com o resultado, o time campineiro quebrou a série de quatro jogos sem vitórias e pulou para a 15.ª colocação com 31 pontos, um a mais do que o Sport, primeiro dentro da zona de descenso. Já o Flamengo terminou a rodada em sétimo, com 39, e estaria indo para a fase preliminar da Copa Libertadores porque o Cruzeiro, dentro do G6, vai para a competição por ter vencido a Copa do Brasil.

Engasgado com a derrota na final da Copa do Brasil, o Flamengo sentiu novamente a mesma dificuldade nas criações de jogadas no primeiro tempo diante da Ponte Preta. Mesmo com um volume maior de jogo, o time carioca não conseguiu criar e viu o sistema defensivo do adversário sobressair com facilidade. A melhor oportunidade foi com o volante Willian Arão, que apareceu como elemento surpresa dentro da área e cabeceou pela linha de fundo.

A Ponte Preta se posicionou no contra-ataque, mas também não chegou a ameaçar o goleiro Diego Alves, fora o susto logo de cara, quando Emerson Sheik fez bela jogada pela direita e cruzou para Lucca. O atacante desviou para fora. O empate por 0 a 0 acabou traduzindo bem o que foi os 45 minutos iniciais de dois times com objetivos distintos, mas precisando muito do resultado para selar a paz com a torcida.

No segundo tempo, o jogo ganhou em emoção. Logo no minuto inicial, Lucca cobrou falta com perfeição, mas Diego Alves tirou no ângulo. A resposta do Flamengo veio com Lucas Paquetá. A jovem promessa do time carioca recebeu de Geuvânio, porém foi atrapalhado por Jeferson e acabou mandando para fora.

A Ponte Preta continuou em cima e acabou abrindo o placar aos sete minutos. Após cruzamento de Nino Paraíba, Wendel só ajeitou para Jean Patrick chutar de perna esquerda para o fundo das redes. E o time campineiro teve a chance de ampliar logo depois. Willian Arão recuou, Lucca antecipou a zaga e foi derrubado por Réver, que cometeu pênalti. O próprio camisa 9 foi para a cobrança, mas parou na defesa de Diego Alves.

A partida segura do time campineiro se transformou em desespero nos minutos finais. Naldo, que acabara de entrar, parou Vinícius Junior com a sola na canela e levou o cartão vermelho direto. Com um a menos, a Ponte Preta recuou e o jogo virou ataque contra defesa. No entanto, a equipe do técnico Eduardo Baptista conseguiu se segurar para sair com três importantes pontos.

A Ponte Preta entra em campo já neste sábado contra o Cruzeiro, às 16 horas, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, em partida antecipada da 28.ª rodada. O Flamengo só volta a disputar um jogo do Brasileirão no próximo dia 12, uma quinta-feira, às 17 horas, contra o Fluminense, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 27.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 x 0 FLAMENGO

PONTE PRETA – Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Jorge Mendoza (Jean Patrick), Elton (Yago) e Wendel (Naldo); Danilo Barcelos, Emerson Sheik e Lucca. Técnico: Eduardo Baptista.

FLAMENGO – Diego Alves; Pará, Réver, Rhodolfo e Renê; Márcio Araújo (Vinícius Junior), Willian Arão e Diego (Felipe Vizeu); Geuvânio (Gabriel), Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá. Técnico: Reinaldo Rueda.

GOL – Jean Patrick, aos 7 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Jorge Mendoza, Jeferson, Danilo Barcelos e Wendel (Ponte Preta); Márcio Araújo e Pará (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO – Naldo (Ponte Preta).

ÁRBITRO – Igor Junio Benevenuto (MG).

RENDA – R$ 100.655,00.

PÚBLICO – 11.133 pagantes.

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Com informações da Agência Estado

Previous post

Viveiro Municipal funciona em novo horário

Next post

Nobel da Física vai para estudo sobre ondas gravitacionais

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *