Home»Esporte»Em jogo com 3 pênaltis, Guarani bate Náutico e assume a ponta da Série B

Em jogo com 3 pênaltis, Guarani bate Náutico e assume a ponta da Série B

0
Shares
Pinterest Google+
Fumagalli marcou os gols para o time de Campinas, enquanto Giovanni descontou para os pernambucanos – Foto: Divulgação/Guarani F. C.

Com um jogador a mais desde o fim do primeiro tempo, já que Sueliton foi expulso, o Guarani venceu o Náutico por 2 a 1, neste sábado, no Brinco de Ouro e, pela primeira vez, assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao fim da décima rodada. O jogo teve três pênaltis assinalados pela arbitragem, de forma correta, e todos foram convertidos. Fumagalli marcou os gols para o time de Campinas, enquanto Giovanni descontou para os pernambucanos.

O resultado coloca o Guarani na liderança com 19 pontos, mesma pontuação do Juventude, só que com uma vitória a mais – seis contra cinco. Do outro lado da tabela, o Náutico segue na lanterna e sem nenhuma vitória, com apenas dois pontos e oito derrotas.

Diante do lanterna, o Guarani não quis saber de estudar o adversário. Foi para cima do Náutico e teve uma chance de marcar no começo com Braian Samudio, mas Tiago Cardoso fez a defesa. Só que quando a fase é ruim, nada conspira a favor. Aos 17 minutos, Jobson derrubou Lenon de forma infantil dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Fumagalli bateu no meio do gol para abrir o placar.

Até então dono de um dos piores ataques da competição com apenas sete gols marcados, o Náutico tinha dificuldades para entrar na defesa paulista. Mas Auremir decidiu retribuir o favor ao time pernambucano. Dez minutos após o gol, o volante empurrou Gilmar dentro da área e, novamente, o árbitro assinalou pênalti, convertido por Giovanni aos 27 minutos.

Insatisfeito com o resultado, o Guarani voltou a pressionar os visitantes em busca do segundo gol. Sem conseguir por baixo, o time campineiro tentou nas jogadas de bola parada. Após escanteio, Samudio cabeceou para o gol e Tiago Cardoso fez linda defesa. No rebote, Fumagalli chutou e Sueliton evitou o gol do Guarani com a mão direita e foi expulso. Pênalti, novamente convertido com perfeição por Fumagalli, aos 40 minutos. Desta vez ele colocou no ângulo direito do goleiro, que nada pôde fazer. O Náutico ainda teve uma chance de empatar com Breno cinco minutos depois, mas o zagueiro cabeceou para fora.

Apesar de ter um jogador a mais, o Guarani não soube aproveitar a vantagem numérica e sofreu pressão pernambucana no segundo tempo. Foi do Náutico a primeira chance em cobrança de falta de Aislan, mas Leandro Santos fez boa defesa. A resposta do time campineiro veio com Eliandro, que arriscou para fora, e com Fumagalli, que até balançou a rede adversária, mas em posição irregular.

Mesmo encontrando dificuldades, o Náutico tentava se lançar ao ataque e quase empatou aos 20 minutos, quando Leandro Santos saiu errado e Giovanni chutou em cima da defesa. E foi só. O Guarani soube administrar a vantagem nos minutos finais e segurou a bola no campo de ataque para comemorar a liderança da Série B.

Pela 11ª rodada, o Náutico volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30, diante do CRB, na Arena Pernambuco. O Guarani só retorna aos gramados em 1.º de julho, próximo sábado, quando enfrenta o ABC no Frasqueirão, em Natal, às 19 horas.

FICHA TÉCNICA:

GUARANI 2 X 1 NÁUTICO

GUARANI – Leandro Santos; Lenon, Genílson, Diego Jussani e Salomão; Auremir, Evandro e Fumagalli (Luiz Fernando); Bruno Nazário (Claudinho), Braian Samudio (Caíque) e Eliandro. Técnico: Vadão.

NÁUTICO – Tiago Cardoso; Sueliton, Breno, Aislan e Feliphe Gabriel; Darlan Bispo, Amaral, Jobson (Iago) e Giovanni (Gerônimo); Vinícius e Gilmar (David). Técnico: Beto Campos.

GOLS – Fumagalli, aos 12 e aos 40, e Giovanni, aos 27 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Claudio Francisco Lima e Silva (SE)

CARTÕES AMARELOS – Leandro Santos e Lenon (Guarani); Feliphe Gabriel (Náutico).

CARTÃO VERMELHO – Sueliton (Náutico)

RENDA – R$ 58.032.

PÚBLICO – 3.797 pagantes.

LOCAL – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Com informações da Agência Estado

Previous post

Brasil e Portugal têm maior percentual de mulheres na produção científica

Next post

Governador Alckmin anuncia licitação para obras na SP-304

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *