Home»Cultura»MIS exibe em abril tradicional Circuito de Cinema

MIS exibe em abril tradicional Circuito de Cinema

0
Shares
Pinterest Google+

DSC0198

Em abril, o MIS (Museu da Imagem e do Som) Campinas exibe o tradicional Circuito de Cinema. Neste mês serão apresentadas produções baseadas em obras clássicas da escritora Jane Austen, passando pelo último filme do mestre Stanley Kubric, até o cinema revolucionário e político de Eisenstein e as relações atordoadas de Mike Nichols.

A mostra ainda conta com uma série de documentários, como Noel – Poeta da Vila, Salvador Allende e Céu de Querubins, além de filmes especiais com a temática LGBT. Programação diversa e essencial para todos os gostos.

Curadoria Sofia Caroline

Quarta-Feira, 5 de abril, 19h30

AS SUFRAGISTAS

Gênero: Drama, histórico,Nacionalidade: Reino Unido

Direção: Sarah Gavron

Sinopse: No início do século XX, após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não possuem o direito de voto no Reino Unido. Um grupo militante decide coordenar atos de insubordinação, quebrando vidraças e explodindo caixas de correio, para chamar a atenção dos políticos locais à causa. Maud Watts (Carey Mulligan), sem formação política, descobre o movimento e passa a cooperar com as novas feministas. Ela enfrenta grande pressão da polícia e dos familiares para voltar ao lar e se sujeitar à opressão masculina, mas decide que o combate pela igualdade de direitos merece alguns sacrifícios.

Curadoria Ricardo Pereira

Sábado, 8 de abril, 19h30

RAZÃO E SENSIBILIDADE

Direção: Ang Lee

Sinopse: A história de uma mulher que fica viúva e vai morar com suas três jovens filhas em uma casa de campo, na Inglaterra do século XIX. Nessa época, como as mulheres só se casavam se a família desse um dote para o futuro marido, a única coisa que restava às meninas era sonhar com um grande amor. O filme do diretor Ang Lee é baseado num romance de Jane Austen. Recebeu o Globo de Ouro de Melhor Filme e o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado, além de ter sido indicação para mais seis Oscars. Inglaterra/EUA, 1995. Colorido, 135 min.

Curadoria Daniel

Quinta-Feira, 13 de abril, 19h30

CÉU DE QUERUBINS

O documentário apresenta a história de uma obra do artista plástico Aecio Sarti, que pinta sobre lonas usadas de caminhão. Dessa vez, já como arte, uma das lonas retorna para a realidade das estradas e testemunha um Brasil que poucos conhecem.

Curadoria Ricardo Pereira

Sábado, 15 de abril, 19h30

PALÁCIO DAS ILUSÕES

Direção: Patricia Rozema

Sinopse: No início do século 18, a menina Fanny (Hannah Taylor Gordon), de dez anos, deixa sua família pobre para ser criada por parentes ricos em um lugar chamado Mansfield Park. O tempo todo a lembram de sua “inferioridade” em relação aos primos e, cercada por preconceito, só recebe carinho de Edmund, com quem divide a paixão pela leitura. Já adulta, Fanny (agora interpretada por Frances O’Connor) desenvolveu seu talento para literaura, é atraente e mordaz. Mas seu status só aumenta quando um bom partido se interessa por ela. A história segue fazendo uma sátira à sociedade da época, abordando os casamentos de conveniência, os amores que não dão certo, traições, a falsa moral e o preconceito social. Inglaterra, 1999. Colorido, 110 min.

Curadoria Cine Clube Purpurina

Sexta-Feira, 21 de abril,16h30

BEIRA-MAR

Ficha técnica:

Diretor: Filipe Matzembacher e Marcio Reolon.

Duração: 83 min.

Ano: 2015

País: Brasil

Sinopse: Durante o inverno, dois jovens viajam ao litoral gaúcho. Martin precisa visitar parentes distantes, em busca de um documento para seu pai. Tomaz aceita acompanhá-lo nessa jornada, aproveitando a oportunidade para se reaproximar do amigo. Os dois passam os dias imersos em um universo próprio, expostos à família que rejeita Martin e à estranha distância que surgiu entre ele e Tomaz. Alternando entre distrações corriqueiras, reflexões sobre suas vidas e sua amizade, os garotos se abrigam em uma casa de vidro, à beira de um mar frio e revolto.

Curadoria Pablo

Cineclube CineInverte

Sexta- Feira, 21 de abril,19h30

A PASSAGEIRA

Direção de Salvador del Solar.

A rotina de Magallanes (Damián Alcázar), um motorista de táxi, vira de cabeça pra baixo quando Celina (Magaly Solier), uma mulher de seu passado sombrio, entra, subitamente, em seu carro. Os dois se conheceram nos anos violentos em que Magallanes foi soldado do exército peruano. Agora, em busca de redenção, o homem vai participar de um arriscado plano para ajudar Celina a superar seus graves problemas financeiros. Peru, 2015, 115min.

Curadoria Pablo

Cineclube CineInverte

Sábado,22 de abril,16h

SALVADOR ALLENDE

Direção Patricio Guzmán

Chile – 2004 – 100min.

Documentário em homenagem ao presidente do Chile que foi personagem principal na tentativa de criar o socialismo democrático, numa mistura de política e utopia.

Curadoria Ricardo Pereira

Sábado, 22 de abril, 19h30

EMMA

Direção: Douglas MacGrath

Sinopse: Adaptação do livro de Jane Austen, publicado pela primeira vez em 1816. A história se passa na Inglaterra do final do séc. 19. Emma Woodhouse (Gwyneth Paltrow), uma jovem inteligente e bonita, vive com o pai num povoado. Quando sua amiga e confidente Mrs. Weston (Greta Scachi) anuncia o casamento com um vizinho, a garota começa a sentir um grande vazio. Passa a dar uma de cupido tentando arrumar um pretendente para a desajeitada Harriet (Toni Colette). E entre esses encontros e desencontros amorosos se desenrola a história e a boazinha Emma vai acabar se descobrindo apaixonada por quem ela menos esperava. Inglaterra/EUA, 1996. Colorido, 120 min.

Afonso – Lanterna

O Ciclo Cinema e Revolução Russa

Sábado,29 de abril,16h00

Filme: A GREVE.

Direção: Sergei Eisenstein. Ano: 1924

Em seu primeiro longa metragem, Eisenstein apresenta uma experiência pioneira que contribuiu com a construção da linguagem do cinema revolucionário. Inspirando-se numa greve ocorrida na Rússia em 1912, em pleno período da tirania czarista, o filme aborda o conflito entre operários e policiais. Trata-se de um momento da história do cinema soviético em que vanguardismo e arte revolucionária eram sinônimos.

Curadoria Ricardo Pereira

Sábado, 29 de abril, 19h30

AMOR E AMIZADE

Direção: Whit Stillmann

Sinopse: Durante o século XVIII, a bela viúva Lady Susan Vernonfogedos boatos sobre seus casos amorosos, indo morar na fazenda dos antigos sogros. Então, ela reflete sobre a vida e decide arranjar um novo marido para ela e sua filha, Frederica. EUA/França/Holanda/Irlanda, 2016. Colorido, 92 min.

Sessão da Tarde

Curadoria Andrea Reis e Flávia Ballo

Quinta-feira, 6 de abril, 14h

DE OLHOS BEM FECHADOS

Direção: Stanley Kubrick

Sinopse: Bill Harford (Tom Cruise) é casado com a curadora de arte Alice (Nicole Kidman). Ambos vivem o casamento perfeito até que, logo após uma festa, Alice confessa que sentiu atração por outro homem no passado e que seria capaz de largar Bill e sua filha por ele. A confissão desnorteia o sujeito, que sai pelas ruas de Nova York assombrado com a imagem da mulher nos braços de outro. Ele acaba em meio a uma reunião secreta e uma mansão afastada. Último filme do cultuado diretor Stanley Kubrick. Reino Unido, 1999. Colorido, 159 min.

Quinta-feira, 13 de abril, 14h

O TEMPERO DA VIDA

Direção: Tassos Boulmetis

Sinopse: Fanis (Markos Osse) é um garoto grego que vive em Istambul, na Turquia. Seu avô, Vassilis (Tassos Bandis), é um filósofo culinário que o ensina que tanto a comida quanto a vida precisam de um pouco de sal para ganhar sabor. Ao crescer Fanis (Georges Corraface) se torna um astrofísico, que usa seus dotes de culinária para temperar as vidas das pessoas que o cercam. Ao completar 35 anos ele decide deixar Atenas e retornar a Istambul, para reencontrar seu avô e também seu primeiro amor. Grécia/ Turquia, 2005. 108 min.

Quinta-feira, 20 de abril, 14h

CLOSER – PERTO DEMAIS

Direção: Mike Nichols

Sinopse: Anna (Julia Roberts) é uma fotógrafa bem sucedida, que se divorciou recentemente. Ela conhece e seduz Dan (Jude Law), um aspirante a romancista que ganha a vida escrevendo obituários, mas se casa com Larry (Clive Owen). Dan mantém um caso secreto com Anna mesmo após ela se casar e usa Alice (Natalie Portman), uma stripper, como musa inspiradora para ganhar confiança e tentar conquistar o amor de Anna. EUA, 2005. 105 min.

Quinta-feira, 27 de abril, 14h

NOEL – POETA DA VILA

Direção: Ricardo Van Steen

Sinopse: Aos 17 anos Noel Rosa (Rafael Raposo) é um jovem engraçado, que possui um defeito no queixo e gosta de improvisar quadras debochadas para os amigos. Noel estuda medicina e toca numa banda regional, com outros garotos do bairro. Noel gosta da companhia de operários, negros favelados e prostitutas, com quem rapidamente faz amizade. Até que um dia conhece Ismael Silva (Flávio Bauraqui), compositor que o desafia a compôr um samba. Noel usa uma paródia ao Hino Nacional para compôr “Com Que Roupa?”, que faz grande sucesso nas rádios de todo país. A partir de então ele se dedica de vez ao mundo do samba, mudando a história da música popular brasileira. Brasil, 2007. 69 min.

Ciclo Diversidade Sexual

Curadoria Cineclube Purpurina

Sábado, 15 de abril, 19h30

BEIRA-MAR

Direção: Filipe Matzembacher e Marcio Reolon

Sinopse: Durante o inverno, dois jovens viajam ao litoral gaúcho. Martin precisa visitar parentes distantes, em busca de um documento para seu pai. Tomaz aceita acompanhá-lo nessa jornada, aproveitando a oportunidade para se reaproximar do amigo. Os dois passam os dias imersos em um universo próprio, expostos à família que rejeita Martin e à estranha distância que surgiu entre ele e Tomaz. Alternando entre distrações corriqueiras, reflexões sobre suas vidas e sua amizade, os garotos se abrigam em uma casa de vidro, à beira de um mar frio e revolto. Brasil, 2015. 83 min.

Ciclo Mensal Catavento

Curadoria Cineclube Catavento

Quinta-feira, 27 de abril – 19h30

A VIAGEM DE IOANNI

Direção: Peppe Siffredi e Raphael Bottino

Sinopse: A blogueira cubana Yoani Sánchez construiu seu primeiro computador e criou um blog mesmo sem ter acesso à internet em casa. Hoje, sua página recebe milhões de visitantes por mês. Depois de anos tentando obter permissão para viajar, a principal opositora dos irmãos Castro dentro da ilha veio ao Brasil, onde encontrou muita polêmica, a fim de discutir a liberdade de expressão no mundo atual.

Previous post

Consumidores de energia elétrica terão desconto na tarifa em abril

Next post

Sinfônica apresenta trilhas de filmes italianos dentro da Mostra de Cinema

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *