Home»Poder»Dilma visita obras em polo de alta tecnologia em Campinas

Dilma visita obras em polo de alta tecnologia em Campinas

0
Shares
Pinterest Google+
Acompanhada de Cerqueira Leite e Mercadante, Dilma recebeu rosas vermelhas de funcionários - Foto: Renato César Pereira
Acompanhada de Cerqueira Leite e Mercadante, Dilma recebeu rosas vermelhas de funcionários – Foto: Renato César Pereira

Dilma chegou por volta do meio dia e deixou o local às 13h, sem falar com a imprensa. Durante a visita, a presidenta afastada, acompanhada do ex-ministro Aloízio Mercadante, recebeu rosas vermelhas de funcionários do centro. No centro de pesquisa, além dos funcionários, também receberam Dilma representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do PT, e do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), que a aplaudiram e levantaram bandeiras com frases de apoio. Na entrada da instituição, a presidenta afastada conversou com um grupo de universitários que seguravam cartazes em favor de cotas raciais.

Dilma recebe informações sobre o projeto Sirius ao lado da pedra fundamental - Foto: Renato César Pereira
Dilma recebe informações sobre o projeto Sirius ao lado da pedra fundamental – Foto: Renato César Pereira

Dilma viajou de Brasília a Campinas em um avião particular, já que o Planalto restringiu o uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para seus deslocamentos. Após a visita, ela seguiu para almoço na casa do físico Rogério Cerqueira Leite, professor emérito da Universidade de Campinas (Unicamp).

Dilma apóaia manifestação dos funcionários e estudantes da Unicamp - Foto: Renato César Pereira
Dilma posou para fotos com  funcionários e estudantes da Unicamp – Foto: Renato César Pereira

Protesto

Manifestantes contrários a Dilma concentram-se desde as 11h30 em frente ao condomínio fechado onde está programado o almoço entre Dilma, professores e intelectuais. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 30 pessoas fazem um ato pacífico, bloqueado a Avenida João Paulo I, na cidade de Campinas.

_DSC3121

Acelerador de partículas

O acelerador de elétrons em construção desde dezembro de 2014 têm grande importância no cenário científico mundial. De acordo com Antônio José Roque da Silva, diretor do projeto, o acelerador funciona como uma ponteira de laser, que cobre ultravioleta e, principalmente, Raio X. Isso gera radiação, com uma luz de altíssimo brilho.

“O acelerador pode penetrar materiais e investigar na escala dos átomos e das moléculas. Então, é um enorme microscópio que pode ajudar a investigar remédios, estrutura do cérebro, de tecidos, Zika, novas sementes e absorção de qualquer elemento por raízes”, explicou.

O projeto é financiado pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação, com recurso de R$ 1,3 bilhão empenhado, o equivalente a um terço do necessário para a conclusão das obras. O orçamento é renovado anualmente. A previsão é que o acelerador comece a operar em 2019.

Sirius-infoonline

Sirius-installation-layout

Agência Brasil

Previous post

Castro Mendes recebe Cia de Dança Deborah Colker neste fim de semana

Next post

Tentativa de explosão de caixa eletrônico no banco Santander na Unicamp, em Campinas-SP

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *