Home»Distritos Campineiros»Prefeitura monitora o rio Atibaia e presta assistência às famílias

Prefeitura monitora o rio Atibaia e presta assistência às famílias

0
Shares
Pinterest Google+
Subprefeitura do distrito de Sousas, em Campinas-SP, hoje, 7 de junho - Foto: Renato César Pereira
Subprefeitura do distrito de Sousas, em Campinas-SP, hoje, 7 de junho – Foto: Renato César Pereira

A Prefeitura de Campinas, por meio da Defesa Civil e subprefeitura de Sousas, está monitorando o rio Atibaia em Sousas, que transbordou na madrugada desta terça-feira, 7 de junho, por conta do grande volume de chuvas no município e na região. A Administração também está prestando toda assistência necessária para as seis famílias do Beco Mokarzel que tiveram suas casas alagadas. A Defesa Civil e as equipes da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e Inclusão Social estão dando todo suporte aos desalojados. Foi oferecido o abrigo Estela, mas as famílias preferiram ficar no local ou ir para casa de parentes.

Choveu 83,8 milímetros em Sousas das 19h de ontem às 7h de hoje, volume maior que o previsto para o mês inteiro de junho, que é de 35 milímetros.

A cheia do rio Atibaia pode atingir também os bairros Vale das Garças e Piracambaia, que já estão sendo monitorados pela Defesa Civil. Outras 26 famílias nesta região, cujas casas estão com risco de alagamento, estão sendo acompanhadas por assistentes sociais.

A chuva da última madrugada causou dois pontos de alagamento, um em Sousas e outro no Jardim São Francisco. Não houve problemas em semáforos e nem obstrução de trânsito, de acordo com a Emdec.

Chuva acumulada

A chuva acumulada em Campinas nos últimos três dias chega a 171,3 mm e a cidade permanece em estado de atenção. Foram mais de 1 mil ocorrências relacionadas a quedas de árvores totais ou parciais.

A Defesa Civil realizou 374 vistorias em locais atingidos pela chuva desde o dia 1º de junho. Duas casas no condomínio São Conrado, em Sousas, e uma terceira no Parque São Quirino foram condenadas. Os proprietários dos imóveis devem, junto com os seus engenheiros, fazer reforma nas residências para colocá-las em condições de estabilidade e segurança.

A Secretaria de Serviços Públicos mantém 1.200 profissionais trabalhando na recuperação das áreas afetadas pela tempestade. Entre as ações estão remoção de galharia, limpeza de bocas de lobo e retirada de entulho acumulado em ruas e córregos. A estimativa é que os trabalhos de recuperação e limpeza da cidade durem até o final de junho e que sejam recolhidas e enviadas para compostagem 10 mil toneladas de galharia.

Na região também continuam em estado de atenção as cidades de Amparo, Atibaia, Hortolândia, Indaiatuba, Monte Mor, Santa Barbara d’Oeste, Sumaré e Vinhedo.

Centros de Saúde

A Secretaria de Saúde informou que três Centros de Saúde foram afetados pelas chuvas. No Centro de Saúde São Quirino a energia já foi restabelecida e a unidade está aberta e em funcionamento. O Centro de Saúde do Jardim Aurélia está parcialmente interditado por conta da queda de uma árvore, mas aberto e em funcionamento. A Pasta está avaliando o que precisa ser feito nesta unidade. O CS Floresta está realizando os atendimentos de urgência. A entrada dos pacientes está acontecendo pelos fundos, pois o gesso do teto da recepção foi atingido. As consultas agendadas estão sendo atendidas pelos médicos do Floresta no CS Itajaí, na mesma região.

Rio Atibaia no distrito de Joaquim Egídio, em Campinas-SP - Foto: Renato César Pereira
Rio Atibaia no distrito de Joaquim Egídio, em Campinas-SP – Foto: Renato César Pereira

Interdição

A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do corredor Dom Pedro de rodovias, interditou preventivamente nesta terça-feira, 7 de junho, por volta das 12h30, o tráfego de veículos na ponte que garante a ligação entre a rodivia D.Pedro I (SP-065) e o distrito de Joaquim Egídio, em Campinas. Isso porque a estrutura da ponte está praticamente coberta pelas águas do Atibaia.

Previous post

Rota das Bandeiras interdita preventivamente o tráfego de veículos na ponte que liga a D. Pedro I a Joaquim Egídio

Next post

Receita libera hoje consulta ao primeiro lote de restituição do IR 2016

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *