Home»Geral»ANA nega pedido da Sabesp para retirar mais água do Cantareira

ANA nega pedido da Sabesp para retirar mais água do Cantareira

0
Shares
Pinterest Google+
Represa do Rio Jacarei, na Fazenda Panorama, Captação do Volume Morto, em Piracaia-SP - Foto: Renato César Pereira
Represa do Rio Jacarei, na Fazenda Panorama, Captação do Volume Morto, em Piracaia-SP – Foto: Renato César Pereira

A Agência Nacional de Águas (ANA) negou hoje (15) o pedido da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) de aumentar em 78% as retiradas-limite de água do Sistema Cantareira para a Região Metropolitana de São Paulo.

A Sabesp pretendia deslocar o ponto de fixação da captação da estação elevatória de Santa Inês para o túnel 5. Com isso, a vazão retirada em Santa Inês chegaria a 24 m3/s, que corresponde à soma de 19,5 m3/s do túnel 5 mais 4,5 m3/s, correspondentes às vazões afluentes ao reservatório Paiva Castro em janeiro deste ano. O reservatório está localizado entre o túnel 5 e a estação elevatória de Santa Inês.

“Com isso, o aumento efetivo nas vazões seria de 78% em relação ao que foi autorizado para janeiro de 2016, e de 60% com relação ao que foi autorizado para dezembro de 2015, já que ANA e DAEE [Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo] autorizaram o aumento excepcional de retiradas em dezembro de 13,5m³/s para 15m³/s, a pedido da Sabesp, para atender demandas de festas de fim de ano para a população da região metropolitana de São Paulo”, informou a empresa.

Com o aumento recente das vazões por causa das chuvas, a ANA fez uma outra proposta em que sugere aumento de 13,5 m³/s para 19,5m³/s na estação elevatória de Santa Inês, em janeiro, já considerando a contribuição das vazões do Paiva Castro. Desta forma, o aumento seria de 44% com relação ao autorizado para janeiro e de 30% com relação a dezembro.

Com informações da Agência Brasil

Previous post

Ecoférias na Mata segue com inscrições abertas até segunda-feira, 18

Next post

Casos de dengue aumentam 178% e matam 843 brasileiros em 2015

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *