Home»Cultura»Programação do Macc para janeiro tem três exposições gratuitas

Programação do Macc para janeiro tem três exposições gratuitas

0
Shares
Pinterest Google+

_DSC5586

O Museu de Arte Contemporânea de Campinas (Macc) abriu a programação de 2016 com três exposições durante o mês de janeiro, uma de fotografia, uma de artes plásticas e a outra que tem a geografia como tema principal.

A mostra “Paisagem Silenciosa” traz 30 fotos do fotógrafo Martinho Caires, concebidas em momentos distintos da trajetória do fotógrafo. São imagens desde a década de 1990, feitas ainda com equipamento analógico até fotos digitais modernas. A ideia é que o visitantes acompanhe evolução do olhar crítico do fotógrafo sobre o que significa ser humano no ambiente urbano. A exposição é fruto de projeto aprovado pelo Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (FICC), ligado à Secretaria Municipal de Cultura. A curadoria tem assinatura de Ligia Testa, produtora cultural e responsável pela concepção e organização de várias mostras individuais e coletivas.

Composta por 42 obras de 15 artistas plásticos, a exposição “Pintura dos Anos 60” ilustra a importância da arte brasileira na luta contra o estruturalismo e outros “ismos” políticos e sociais.

A mostra retrata a tendência figurativa e as preocupações estéticas que todos os artistas tinham em comum, também, expressa caráter debochado, crítico e altamente polêmico nas artes visuais que conjecturam uma sociedade urbana de consumo e de linguagens de meios de comunicação massiva. A mostra tem 20 pinturas, de diversas técnicas, dos artistas: Humberto Espíndola, Wanda Pimentel, Maria Helena Motta Paes, Charlota Adlerova, José Roberto Aguilar e Carlos Paez Vilaró. Também, 12 desenhos, de Oscar Ramos Antônio Manuel, Gundermano Lizarraga e Sérgio Berber. E 10 esculturas, dos artistas: Geraldo Jürgensen, Décio Leite Cruz, Takeo Shimizu, José Vieira, Souza Netto, e Luis Figueiredo.

E, finalmente, a exposição “Tempo, Espaço e Lugar” pretende reunir a arte e a ciência e usa a ideia do espaço geográfico com referência nos textos de Milton Santos, porque, para o escritor, o espaço geográfico é o lugar é onde se estabelecem as relações sociais, econômicas e políticas. São trabalhos de seis artistas: Carol Seiler, Fulvia Molina, João Carlos de Sousa, Lynn Carone, Marcia Gadioli e Vera Toledo com curadoria de Marcelo Salles. A mostra nasceu de reuniões periódicas entre os artistas onde eram discutidos vários textos, principalmente do geógrafo e pensador Milton Santos. Este também é mais um dos projetos selecionados pelo Edital de Exposições Temporárias do Museu de Arte Contemporânea de Campinas.

O Macc fica na Av. Benjamin Constant, 1633, Centro, Campinas.

SERVIÇO

O que: Programação do Macc janeiro de 2016

Horários: de terça a sábado das 10h às 18h (quinta das 10h às 22h) e domingo das 11h às 15h

Onde: Museu de Arte Contemporânea de Campinas (Macc) – Av. Benjamin Constant, 1633, Centro – Campinas.

Faixa etária: Livre

Quanto: Entrada Franca

Previous post

Secretaria de Trabalho e Renda estuda reativação da cooperativa de reciclados em Barão Geraldo

Next post

Energia, alimentos e combustível elevam inflação para 10,67%

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *