Home»RMC»Estre é alvo de operação da PF

Estre é alvo de operação da PF

0
Shares
Pinterest Google+

usina_estre___paulinia___sp__24_-403754

A unidade da Estre Ambiental em São Paulo foi alvo de uma operação da PF (Polícia Federal) deflagrada na manhã de ontem. A empresa possui um CGR (Centro de Gerenciamento de Resíduos), em Paulínia, onde recebe o lixo doméstico de 16 cidades da região. Segundo a PF, os investigados respondem a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

De acordo com informações da PF, a Operação Catilinárias, realizada em conjunto com o MPF (Ministério Público Federal), foi deflagrada com o objetivo de cumprir 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), consequência de processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato.

Os mandados foram cumpridos na residência dos investigados, em escritórios de advocacia, órgãos públicos e sedes de empresas. Também houve ações no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Pará, Pernambuco, Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte.

Na região, a Estre recebe o lixo nas regiões de Americana, Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Itatiba, Jaguariúna, Nova Odessa, Paulínia, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos, Vinhedo e Morungaba.

Propina

Em janeiro deste ano, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa alegou ter recebido propina da empresa Estre Ambiental e da construtora Andrade Gutierrez. O valor pago pelas empresa teria chegado a R$ 8 milhões.

Segundo o delator, R$ 1,4 milhão foi pago pelo “dono” da Estre Ambiental, Wilson Quintela Filho. Costa afirmou que a Estre estava interessada “na construção de um estaleiro privado visando a produção de barcaças e empurradores destinados ao transporte de etanol entre Mato Grosso e o Estado de São Paulo” para a Transpetro.

O outro lado

A Assessoria de Imprensa da Estre Ambiental confirmou o cumprimento do mandado de busca e apreensão na sede da empresa, em São Paulo, e afirmou “que a companhia prestou e continuará prestando toda a assistência necessária às autoridades e tem todo o interesse no esclarecimento dos fatos”.

Com informações do Jornal Tododia

Previous post

Governo cria programa de estímulo à geração de energia por fontes renováveis

Next post

Unicamp registra transmissão de Zika vírus por transfusão de sangue

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *