Home»Campinas»Saúde confirma dez casos de microcefalia em bebês na cidade

Saúde confirma dez casos de microcefalia em bebês na cidade

0
Shares
Pinterest Google+

microcefalia-560x366

Subiram para dez os casos de microcefalia em bebês da cidade. De acordo com a prefeitura, que investiga se há relação oucom o zika vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypt, as notificações começaram em outubro e do total de nascimentos, oito aconteceram entre os dias 1º e 5 de dezembro. Há uma semana, eram quatro casos confirmados.

Sete casos que estão sob apuração da relação com o vírus aconteceram com mães residentes em Campinas, enquanto os outros três são de mulheres de Sumaré, mas que tiveram os filhos em hospitais da cidade.

Outubro e novembro registraram uma ocorrência por mês e dezembro os outros oito casos. Em todos os bebês são realizados uma série de exames laboratoriais, desde os básicos, como sangue e urina, aos mais complexos, como a tomografia, que permite saber se a microcefalia foi causada pelo zika vírus. Os casos serão analisados pelo Instituto Adolfo Lutz.

A Secretaria de Saúde montou um grupo que irá investigar as ocorrências. De acordo com a administração, a comissão reúne pediatras, infectologistas e outros profissionais da área da saúde.

A diretora da Vigilância Epidemológica de Campinas, Brigina Kemp, afirmou que as mulheres que tiveram bebês com microcefalia não são das mesmas regiões da cidade. “A orientação para as grávidas é que elas tenham cuidado e não deixem de fazer pré-natal. Além de seguir recomendações do obstetra e evitar contato com o mosquito da dengue”, afirmou Brigina à EPTV.

A região de Campinas teve somente um caso de zika vírus este ano. Em maio, um homem de 52 morador da cidade de Sumaré foi infectado pela doença. Ele foi tratado e curado em Sumaré.

Com informações do Jornal Destak

Previous post

Feriado da padroeira de Campinas muda rotina dos serviços públicos

Next post

Comércio abre em horário especial no feriado

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *