Home»RMC»RMC tem nível de poluentes 3 vezes maior que o aceitável

RMC tem nível de poluentes 3 vezes maior que o aceitável

0
Shares
Pinterest Google+
a emissão de partículas inaláveis em Paulínia, em 24 horas, chegou a 148 microgramas por m³, enquanto que o aceitável pela OMS é de 50.
A emissão de partículas inaláveis em Paulínia, em 24 horas, chegou a 148 microgramas por m³, enquanto que o aceitável pela OMS é de 50 – Foto: Renato César Pereira

Um estudo feito pelo Iema (Instituto de Energia e Meio Ambiente) constatou que a emissão de poluentes atmosféricos na RMC (Região Metropolitana de Campinas) é três vezes maior do que o recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O levantamento indicou que em 2010, a emissão de partículas inaláveis em Paulínia, em 24 horas, chegou a 148 microgramas por m³, enquanto que o aceitável pela OMS é de 50.

Em 2012, último ano medido, o número variou de 251 e 216 microgramas por m³ em duas estações de Paulínia. No mesmo ano, Americana registrou 198 microgramas por m³. O Iema alerta para o risco de doenças pulmonares e respiratórias causadas pela poluição.

Com informações do Jornal Destak

Previous post

Governo regulamenta Lei da Meia-Entrada

Next post

Barragens de Pedreira e Duas Pontes têm audiência

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *