Home»Campinas»Tarifa de água em Campinas tem aumento de 45% em menos de dois anos

Tarifa de água em Campinas tem aumento de 45% em menos de dois anos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+
A Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento) passou a divulgar, em propagandas, o nível dos rios que abastecem Campinas - Foto: Renato César Pereira
Sanasa aumenta a conta de água pela segunda vez no ano – Foto: Renato César Pereira

A Sanasa (Sociedadede Abastecimento de Água e Saneamento) confirmou ontem que passa a valer em agosto um aumento de 15% na tarifa de água e esgoto em Campinas. A medida foi autorizada pela Ares-PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e será publicada hoje no site da agência. Com isso, a cidade terá a segunda elevação da conta no ano, já que em fevereiro houve reajuste de 11,98%.

O novo valor passa a contar dentro de 30 dias. Através da assessoria de imprensa, a Sanasa afirmou que a medida é necessária devido à crise hídrica que impactou o equilíbrio econômico-financeiro da empresa, resultando em uma defasagem tarifária de 27,32% no período de fevereiro a maio de 2015. O aumento nas contas de energia elétrica e custo com produtos para o tratamento d’água também foi apontado.

Atualmente, Campinas já tem o metro cúbico de água mais caro da área de atuação da Ares-PCJ, que engloba 42 cidades, segundo a agência.

O vereador Paulo Bufalo (PSol) classificou o reajuste como abusivo. “Isso evidencia o descontrole econômico da Sanasa. Desde o ano passado, já foram aplicados quase 45% em reajuste. Entendemos que o momento é difícil, mas essas medidas são totalmente absurdas”, disse o vereador.

Em janeiro, Bufalo denunciou ao MPE (Ministério Público Estadual) abuso no primeiro reajuste, de 11,98%. “Infelizmente, acabou não dando em nada. Eles pediram para a Câmara acompanhar mais de perto a situação, mas a base governista não permite que isso aconteça”.

O vereador também fez críticas à Ares-PCJ. “Na representação ao MPE eu já tinha falado disso, mas eles ignoraram. Essa agência foi criada basicamente para tirar a responsabilidade política dos gestores e tirar o poder de fiscalização do Legislativo. Eles são basicamente uma agência regularizadora de tarifas”, afirmou Bufalo.

Justificativa

A Assessoria de Imprensa da Ares-PCJ informou que autorizou a medida devido ao reajuste na energia elétrica e por causa da queda das receitas da Sanasa, ambos influenciados pela falta d’água na região, segundo a agência. Em relação às críticas feitas pelo vereador Bufalo, a assessoria disse na noite de ontem que não havia ninguém disponível naquele momento para comentá-las.

“Isso evidencia o descontrole econômico da Sanasa. Desde o ano passado, já foram aplicados quase 45% em reajuste ” Do vereador Paulo Bufalo (PSol).

Jornal Tododia

Post Anterior

Sousas recebe posto de serviços descentralizado

Próximo Post

Sistema Cantareira fica estável; outros mananciais caem, informa Sabesp

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *