Home»Cultura»Boteco na Estação vai comemorar os 241 anos de Campinas

Boteco na Estação vai comemorar os 241 anos de Campinas

0
Shares
Pinterest Google+
Estação Cultura - Foto: Neander Heringer
Estação Cultura – Foto: Neander Heringer

O Boteco na Estação de julho está em clima de festa no mês do aniversário dos 241 anos de Campinas, neste sábado, 18 de julho a partir das 13h, na Estação Cultura “Prefeito Antonio da Costa Santos”. Como em toda edição, o Boteco terá atrações artísticas e comidinhas escolhidas, especialmente, para uma tarde na Estação. A entrada é gratuita.

A programação foi elaborada para festejar a data. Entre as atrações artísticas haverá a apresentação circense Circulando por Campinas, do grupo Lo Circo Los. Esse projeto foi contemplado pelo Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (Ficc), da Secretaria Municipal de Cultura.

A bordo de um veículo off-road dois malabaristas irreverentes circulam por todos os cantos de Campinas. No porta-malas, movido a aventura e diversão, a dupla mostra o talento e a diversidade nas artes circenses e interage com o público.

Na sequência do clima festivo, o som em ritmo de carnaval das bandas City Banda e Tomá na Banda toma o palco da Estação. A City Banda traz 10 componentes e, no repertório, muito samba de raiz, samba-enredo e as tradicionais marchinhas carnavalescas.

A Tomá na Banda vem com 15 componentes e irá homenagear o ex-presidente Camilo Chagas, falecido recentemente, em ritmo de alegria. No repertório, também as tradicionais marchinhas e sambas-enredos de escolas de samba, em tributo à forma como ele sempre viveu, com alegria. Camilo Chagas sempre dizia “o luto do carnavalesco é a folia”.

O palhaço Custelinha, mais uma vez, é o mestre de cerimônias e conduz as apresentações no Boteco.

Comidinhas

O boteco convidado é o Botequim do Beto, que aposta na diversidade dos acepipes para alegrar o apetite nesta comemoração. Fã do vinil, Beto batizou os aperitivos com nomes de clássicos de várias décadas, interpretado, muitas vezes, por mais de um artista.

No cardápio, “Feira de Cangaia” (Clara Nunes) lanche de pernil com queijo e vinagrete no pão francês; “Deixa a Vida me Levar” (Zeca Pagodinho), lanche de linguiça artesanal com queijo e vinagrete no pão francês; “Dama de Vermelho” (Valdick Soriano e outros), lanche de costela desfiada com queijo e vinagrete no pão francês; “Me dê motivo” (Tim Maia), porção de batata frita com queijo; “É isso aí” (Seu Jorge), rolinho primavera com molho agridoce e “Judia de mim” (Zeca Pagodinho), porpetas recheadas com queijo e molho tártaro. E não é só, ainda tem porção de torresmo crocante.

A culinária cultural, com destaque de pratos típicos, ficará por conta do Ponto de Cultura Caminhos, da Associação das Baianas do Acarajé e do Mingau (Abam). No cardápio, acarajé e tapiocas recheadas de coco, coco com leite condensado e Romeu e Julieta (queijo com goiabada). Para acompanhar, cervejas artesanais de vários tipos.

Brechó

Na plataforma da Estação, o Brechó WM Crew traz uma variedade de peças, novas e seminovas, para os “descolados” ou quem quer garimpar peças incomuns.

Boteco na Estação

Data: 18 de julho, sábado

Horário: a partir das 13h

Local: Estação Cultura “Prefeito Antonio da Costa Santos” – Rua Floriano Peixoto s/nº, centro.

Estacionamento Gratuito com entrada pela Francisco Teodoro, 1050, Vila Industrial

Previous post

Encantoré – O que você vai ser quando crescer?

Next post

“Skafandros Orkestra” se apresenta na Concha Acústica neste domingo, 19

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *