Home»Campinas»Vacinação contra gripe é prorrogada em Campinas

Vacinação contra gripe é prorrogada em Campinas

0
Shares
Pinterest Google+
foto8688
Campanha de Vacinação contra a gripe vai até o dia 12 de junho

A Secretaria de Saúde de Campinas, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), prorrogou novamente a Campanha de Vacinação contra a gripe para o dia 12 de junho. Até esta segunda-feira, dia 8, foram aplicadas 161.623 doses, o que corresponde a 66,21% do grupo prioritário. A expectativa é vacinar pelo menos 195.280 pessoas, ou seja, 80% das cerca de 244 mil pessoas consideradas público-alvo.

As doses são aplicadas nos 64 centros de saúde do município e são disponibilizadas gratuitamente para pessoas acima de 60 anos, crianças entre seis meses e menores de 5 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), profissionais de saúde, índios, população carcerária, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas. A vacina é segura e neste ano protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B.

A cobertura mais baixa é a de gestantes, com um índice de 53%, que representa 6.138 doses aplicadas. De acordo com a coordenadora do Programa de Imunização de Campinas, Andréa Barbosa, a vacina protege a grávida e o recém-nascido depois do parto. “A vacina é importante para evitar complicações causadas pela gripe e doenças graves, como pneumonia”, explica Andréa.

A campanha começou em 4 de maio. Também está disponível a vacina pneumocócica 23-valente, responsável pela prevenção de doenças como pneumonia, meningite e bacteremia/septicemia (infecção generalizada do sangue), que será destinada especificamente aos idosos hospitalizados ou residentes em instituições como asilos e casas de repouso, às pessoas diagnosticadas com doenças crônicas (cardiovasculares, pulmonares, renais, diabetes mellitus, hepáticas e hemoglobinopatias) e aos imunodeprimidos (transplantados, com neoplasias e infectados pelo HIV).

Pessoas com doenças agudas graves, febre moderada ou mais do que moderada, não devem tomar a vacina. Para receber a dose, o paciente deve levar carteira de vacinação ou documento de identidade.

Acamados

Para os doentes crônicos é necessária a apresentação de receita ou prescrição médica. Os pacientes acamados que fazem parte do grupo que deve ser vacinado receberão a dose em casa. Os que são assistidos pelas unidades de saúde serão avisados por telefone sobre a data da aplicação da vacina. As pessoas acamadas que não frequentam os centros de saúde devem entrar em contato com a unidade mais próxima de sua casa e solicitar o serviço.

Em 2014, Campinas vacinou 197.506 pessoas e atingiu a cobertura vacinal de 81% dos chamados grupos prioritários.

Influenza

A gripe, ou influenza, é uma infecção causada por vírus que afeta o sistema respiratório, mais precisamente o nariz, garganta e brônquios. O contágio ocorre de forma direta por meio das secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar ou de forma indireta, por meio das mãos que, após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. A doença pode se apresentar desde uma forma leve e de curta duração, até formas clinicamente graves e complicadas. A gripe é responsável por elevada taxa de adoecimento e morte em grupos de maior vulnerabilidade, principalmente no inverno.

Previous post

São Paulo registra 26 mortes nas estradas no feriado de Corpus Christi

Next post

São Paulo tem 25 das 40 microrregiões mais competitivas do Brasil, diz FGV

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *