Home»Cultura»Orquestra Sinfônica de Campinas apresenta concertos gratuitos em igrejas

Orquestra Sinfônica de Campinas apresenta concertos gratuitos em igrejas

0
Shares
Pinterest Google+

a17da84959a1dc1c0d93de74c1f6d302

Neste fim de semana, a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC) se apresenta, gratuitamente, em duas igrejas da cidade. Hoje, 29, às 20h, os músicos estarão na na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Jardim Proença, e amanhã, 30, também às 20h, na Basílica do Carmo.

Nas duas ocasiões, a regência será do maestro convidado Luiz Gustavo Petri, titular da Orquestra Sinfônica de Santos. Petri é um dos maiores nomes da regência no Brasil. Criou e é o regente titular da Sinfônica de Santos desde 1994, sendo responsável pela visível ascensão e atuação social da orquestra na região.

Os dois concertos terão participação de solistas da própria Sinfônica de Campinas. Mário Marques estará na clarineta, Francisco Amstalden no fagote e Cláudia Alvarenga de Carvalho, na flauta.

Serão apresentadas as obras “Adagio para Cordas”, de Alberto Nepomuceno, “Duett Concertino, TrV 293”, de Richard Strauss, “Suíte Orquestral nº 2, Si menor, MWV 1067”, de Johann Sebastian Bach e “5 Miniaturas Brasileiras” de Edmundo Villani-Cortes.

Maestro e solistas

Luiz Gustavo Petri – O maestro já esteve à frente das mais importantes orquestras brasileiras, como a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), Orquestra Sinfônica Brasileira e Filarmônica de Manaus, dentre outras. É um dos responsáveis pela difusão da música erudita na Baixada Santista por meio de projetos educativos e de formação de público voltados para crianças.

Francisco José Amstalden – Seu instrumento é o fagote. Ingressou em 1984 na OSMC, na qual atua como chefe de naipe. É formado em Música pela Unicamp. Estudou na Escola de Música de Piracicaba. Teve aulas com os professores Noel Devos e Sidney Rosenbery (EUA).

Mário Marques – Clarinetista e claronista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas e integrante do quinteto de clarinetas ‘Madeira de Vento’. Com esse grupo gravou os CDs “Chovendo Canivetes” (2002) e “Assanhado” (2009), além de participar de festivais internacionais de clarineta em Atlanta (EUA), Vancouver (Canadá), Naning (China) e Assis (Itália).

Cláudia Alvarenga Carvalho – Nascida nos Estados Unidos, é formada em Música pelo Conservatório Musical Carlos Gomes e especializada em Flauta Transversal pela Unicamp. Foi professora de flauta. Recebeu o primeiro prêmio nos IX e X Concurso Jovens Instrumentistas do Brasil, em Piracicaba. Atuou em diversas orquestras. Atualmente é primeira flauta da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas e flautista do ‘TrioA1Campinas’.

Apresentações em bairros – O ciclo de apresentações em diversos bairros, em igrejas e praças da cidade de Campinas já está consolidado e tem como objetivo aproximar o público da Orquestra.

Sinfônica

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas tem como diretor administrativo o compositor e arranjador Rodrigo Morte e como diretor artístico e regente titular, o maestro Victor Hugo Toro. Mantida pela Prefeitura de Campinas por meio da Secretaria de Cultura, a Sinfônica de Campinas foi uma das primeiras instituições do gênero no Brasil.

Programa

A. Nepomuceno – Adagio para cordas (1864 – 1920)

R. Strauss – Duett-Concertino, TrV 293 (1864 – 1949)

J.S. Bach – Suíte de Orquestra Nº2 (1685 – 1750)

E. Villani – Cortes: 5 Miniaturas Brasileiras (1930)

Concertos nas igrejas

Data: 29 de maio, sexta-feira

Horário: 20h

Local: Igreja Nossa Senhora Aparecida – Rua Arlindo Joaquim De Lemos, 1100, Proença

Entrada aberta ao público

Data: 30 de maio, sábado

Horário: 20h

Local: Basílica do Carmo – Praça Bento Quirino, s/n, Centro

Entrada aberta ao público

Previous post

Energia solar fotovoltaica terá investimentos de R$ 7 bilhões em 20 anos

Next post

Virada Cultural Paulista 2015 será neste final de semana em três palcos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *