Home»Campinas»Campinas ganha terceira estação automática para monitorar qualidade do ar

Campinas ganha terceira estação automática para monitorar qualidade do ar

0
Shares
Pinterest Google+

O equipamento está instalado no Parque Portugal, com acesso pelo portão 5 da Lagoa do Taquaral.

Equipamento fica no Parque Taquaral | Foto: Fernanda Sunega
Equipamento fica no Parque Taquaral | Foto: Fernanda Sunega

A estação automática, que fará o monitoramento da qualidade do ar da região leste da cidade, é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Campinas, CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo e Petrobras, por meio de convênio em decorrência de licenciamento ambiental.

Além das autoridades e convidados, a solenidade de inauguração da Estação de Monitoramento foi acompanhada por alunos dos Cursos Técnicos de Enfermagem e Meio Ambiente, e dois professores do Ceprocamp – Centro de Educação Profissional de Campinas “Prefeito Antônio da Costa Santos”.

O principal objetivo da nova unidade de monitoramento é avaliar os níveis de ozônio. Na atmosfera, o gás protege a terra contra os raios ultravioleta, um tipo de energia eletromagnética emitida pelo sol, mas no solo pode ser tóxico e fazer mal à saúde.

Os equipamentos que são automáticos e não necessitam da interferência humana. O monitoramento vai acompanhar a quantidade e os tipos de gases poluentes que são emitidos pelos escapamentos dos carros e pela indústria, além de diversos tipos de partículas inaláveis (poeira).

O presidente da CETESB, Otavio Okano, explicou que a estação do Taquaral, em conjunto com as unidades instaladas no Centro e Vila União, vão permitir uma avaliação da qualidade do ar respirado pelos campineiros. Os dados coletados possibilitarão comparar a concentração efetivamente medida dos poluentes com os valores recomendados para a proteção da saúde e bem-estar.

Okano ressaltou a importância da parceria com Campinas, que cedeu a área pública na Lagoa do Taquaral para a implantação da vigésima sétima Estação de Monitoramento do Ar do interior de São Paulo. Ele destacou que o local aumenta a garantia de segurança dos equipamentos. “Quero agradecer ao prefeito Jonas Donizette, pela prefeitura ter cedido esse terreno, numa área que nos garante segurança, sem que haja os riscos de vandalismo e comprometimento do trabalho”, disse

O presidente da CETESB falou também sobre a importância do monitoramento do ar na cidade, por se tratar de uma região com grande parque industrial e frota de veículos. “Campinas tem um parque industrial pujante, com mais de um milhão de veículos na região, por isso é importante distinguir o que é poluição industrial e o que é veicular. Essas medições vão servir para a gente desmitificar ou confirmar a origem da poluição, e principalmente se grande parte dela vem do parque industrial de Paulínia, declarou.

Tempo real

O monitoramento da qualidade do ar realizado pelas estações da CETESB é feito em tempo real. As médias alcançadas são analisadas por técnicos e lançadas de hora em hora no site da CETESB.

Os dados podem ser acompanhadas pela população. O endereço eletrônico é o www.cetesb.sp.gov.br.

Previous post

Passe Lazer, no domingo, é opção para deslocamento na Virada Cultural

Next post

Energia solar terá leilão superior ao que vai ser gerado por Belo Monte

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *