Home»Cultura»Recital Lírico promovido pela ACLA e ABAL acontece nesse domingo, 31

Recital Lírico promovido pela ACLA e ABAL acontece nesse domingo, 31

0
Shares
Pinterest Google+

Apresentação tem a participação de quatro sopranos e baixo em recital na ACLA

f78a941fbdfd52a78002536dc1801c49

A ACLA (Academia Campineira de Letras e Artes) e a ABAL (Associação Brasileira Carlos Gomes de Artistas Líricos) realizam em 31 de maio, domingo, às 15h30min, uma tarde lírica no auditório da ACLA (Rua Dr. Mascarenhas, 412, Botafogo), com participação de quatro sopranos, Mariana Pires, Flavia Albano, Karen Stephanie e Wanessa Tiburcio e o baixo Yuri Souza, e ainda, Chiquinho Costa ao piano. Esses cantores se aprimoram em S. Paulo, sendo que Wanessa Tiburcio acaba de ser selecionada e premiada com bolsa de estudos para aperfeiçoar sua técnica com a famosa soprano italiana Mariella Devia e, brevemente, embarcará para a Itália com esse objetivo. Visando apoiar financeiramente o projeto de Wanessa toda a renda arrecadada com a venda de ingressos será destinado à jovem artista.

Constam do programa as seguintes canções de câmera, árias de ópera e dueto: Mon Bonheur, de Antônio Carlos Gomes (Wanessa), Ne poy krasavitsa – op. 4 n. 4, Rachmaninov (Flavia), La preghiera del orfano, A. Carlos Gomes (Karen), Vecchia zimarra, da ópera La Bohème – G. Puccini (Yuri), Sull’aria…che soave zefiretto…, da ópera As Bodas de Fígaro – W. A. Mozart (Mariana e Karen), Der Hölle Rache, da ópera A Flauta Mágica, de W. A. Mozart (Flavia), Mein Herr Marquis – da opereta O Morcego, de R. Strauss (Karen), Vi ravviso, o luoghi ameni, da La Sonnambula, de V. Bellini, (Yuri), Casta Diva, da ópera Norma, de V. Bellini (Karen), Depuis le jour, da ópera Louise, de Charpentier (Wanessa).

Wanessa Tiburcio, soprano, é natural de Pindamonhangaba (interior de São Paulo) e iniciou seus estudos de técnica vocal aos 14 anos na Escola Municipal de Artes “Maestro Fêgo Camargo”, em Taubaté, sob orientação da soprano Ludmila de Carvalho. Em 2011 ingressou no Bacharelado em Música com Habilitação em Canto na Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) onde se formou sob orientação do professor Walter Chamun, de quem recebe orientação vocal até os dias atuais. Participou de masterclasses com Benito Maresca, Marília Vargas, Paulo Mandarino entre outros. Interpretou Corinna da ópera “Il viaggio a Reims” de G.Rossini, sob direção de Mauro Wrona e regência de Emiliano Patarra, e viveu Micaela, na “Carmen”, de G. Bizet, regida por Vitor Philomeno.

A soprano Karen Stephanie iniciou seus estudos musicais aos 9 anos, diplomando-se no curso técnico em música como pianista pela Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernest Mahle. Graduada no curso de Licenciatura em Música no Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da Universidade de São Paulo – Campus de Ribeirão Preto – passou a dedicar-se ao estudo de canto quando ingressou no curso, no ano de 2008, tendo professores como Suely Freitas, Yuka de Almeida Prado e Celine Imbert. Interpretou obras do período Colonial Brasileiro em diversos concertos (2009 e 2010) sob a regência de Cristina Emboaba, regente dos corais da Unesp de Franca e Jaboticabal. Participou como solista no Festival de Música nas Montanhas (2011 e 2012), em Poços de Caldas e do festival “Fiato al Brasile” na cidade de Faenza, na Itália (2012 e 2013), interpretando obras de Claude Debussy, Robert Schumann, Giuseppe Verdi, entre outros. Participou de diversos Congressos Internacionais ligados ao canto coral e canto lírico, promovidos pela USP/FFCLRP, com regentes como Antonio Pataneschi (Roma-Itália),Tobias Hiller (Tübingen-Alemanha), Miguel Felipe (Universidade de Boston-USA), Erik Westberg (Suécia, e se apresentou como solista no Encontro Internacional de Música Coral (2011) sob orientação da cantora norte-americana Sarah Meredith, da Universidade de Wisconsin, em Green Bay. Atualmente é orientada pela cantora lírica Juliana Starling, com quem desenvolve abrangente repertório.

Bacharel em Canto Erudito pela FASM (Faculdade Santa Marcelina), o baixo Yuri Souza iniciou os estudos de Canto Lírico aos 14 anos com Eduardo Janho-Abumrad. Aos 15 ingressou no Coro Juvenil da OSESP sob regência de Victor Hugo Toro. Em 2009 ingressou na Escola Municipal de Música de São Paulo na classe de canto do professor Caio Ferraz. Foi Bolsista do 44º Festival de Inverno de Campos do Jordão na classe de canto de Graciela Araya. Participou de outras masterclass no Theatro São Pedro com Alicia Nafé e Carlo Colombara além de Rosana Lamosa na Sala SP. No ano de 2013 integrou o Coro Acadêmico da OSESP sob regência do tenor Marcus Thadeu. Como integrante do Coral Jovem do Estado de São Paulo solou “Pocesión”, Romancero Gitano de Garcia Lorca e “Suscepit Israel”,Magnificat de G. B Pergolesi ambos sob regência de Naomi Munakata, no Grande Auditório do MASP. Em novembro de 2014 debutou com sua primeira Ópera “Il Viaggio a Reims” interpretando o personagem “Il Barone di Tromonok” sob regência de Emiliano Patarra e direção de Mauro Wrona. Desde novembro de 2014 integra o Coral Paulistano Mário de Andrade como cantor convidado. Frente ao Coral Paulistano e Camerata Paulistana foi solista na Missa in C maior K257 de W. A Mozart, no Salão Nobre do Theatro Municipal de São Paulo em maio deste ano sob regência de Luiz Marchetti. Atualmente cursa o último ano em Canto Lírico na Escola Municipal de Música e integra o Ópera Estúdio-EMESP sob orientação do professor Mauro Wrona.

Mariana Pires, Soprano – Iniciou seus estudos em 2008, no Coral Municipal de Rio Claro onde atuou como solista até 2010. Foi aluna do curso de Música da UFPEL, onde participou do projeto Ópera na Escola interpretando Condessa na Ópera Le Nozze di Figaro, de Mozart. Participou de masterclasses com renomados professores nacionais e internacionais como Max Uriarte, Luísa Kurtz, Luisa Gianinni, Carlos Morejano, Laura de Souza e Julia Thornton e foi aluna do tenor Gilberto Chaves. Recentemente interpretou Corinna na ópera Il viaggio a Reims de Rossini no Teatro Municipal de Guarulhos sob a regência do maestro Emiliano Patarra e direção de Mauro Wrona. Atualmente é integrante do Ópera Estúdio da EMESP e da Oficina de Ópera da Escola Municipal de Música de São Paulo e é aluna do tenor Paulo Mandarino.

Flavia Albano é natural de São Paulo, onde iniciou seus estudos em canto com Leilah Farah e, mais tarde, graduou-se pela “Faculdade de Música Carlos Gomes”. É mestre em performance pelo “Royal Northern College of Music” e habilitada em artes dramáticas pelo “Teatro Escola Macunaíma”. Entre seus papéis em ópera destacam-se Norina em “Don Pasquale” nas Cortinas Líricas do Theatro São Pedro, a Contessa di Folleville em “Il Viaggio a Reims” com a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos, Adele em “Die Fledermaus” com Heritage Opera, Susanna em “Le Nozze di Figaro” com West Riding Opera e excertos de “Der Rosenkavalier”, como Sophie, sob regência de Baldur Brönnimann. Flavia também possui grande apreciação pela música de câmara e de concerto, tendo cantado obras de Alban Berg, Richard Strauss, Olivier Messiaen e outros em recitais e festivais, além dos Réquiens de Fauré e de Mozart, “A Criação” (Haydn) e Missa em Dó Maior (Beethoven), entre outros, com sociedades corais do Reino Unido. É ganhadora do prêmio “Liverpool Opera Circle Vocal Award 2010”. Atualmente participa do Ópera Studio da EMESP, sob coordenação de Mauro Wrona e é orientada pelo tenor Paulo Mandarino.

Serviço

Evento – Recital “Quatro sopranos e baixo em Tarde Lírica”

Quando: 31 de maio, domingo, 15:30 h

Onde: Academia Campineira de Letras e Artes (ACLA), Rua Dr. Mascarenhas, 412 – Botafogo

Ingressos; 20 reais (no local)

Previous post

Após pico em março, casos de dengue caem 27% em abril

Next post

Deputados rejeitam a adoção do sistema eleitoral chamado distritão

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *