Home»Campinas»Ações contra a dengue na região Sul beneficia mais de 43 mil pessoas

Ações contra a dengue na região Sul beneficia mais de 43 mil pessoas

0
Shares
Pinterest Google+
Ação contra a dengue | Foto: Arquivo PMC
Ação contra a dengue | Foto: Arquivo PMC

A Secretaria de Saúde já promoveu ações contra dengue – bloqueio químico, retiradas de criadouros, colocação de telas em caixas d’água, orientação e mobilização social – em 10.840 imóveis, beneficiando mais de 43 mil pessoas na abrangência dos centros de saúde Campo Belo, São Domingos e Jardim Fernanda, na região sul de Campinas.

As três localidades juntas constituem-se na área com maior incidência da doença na cidade, 311 casos confirmados nos dois primeiros meses deste ano. No local, o principal criadouro do mosquito tem sido os recipientes com água armazenada. Neste sentido, a Prefeitura tem feito ações de casa em casa, orientando sobre o armazenamento correto de água e distribuindo telas para tapar esses recipientes; intensificado no dia 23 de fevereiro com o início de nebulização com inseticida para matar o mosquito adulto. Até o final das ações, 18 mil imóveis devem receber ações somente na área de abrangência dos três centros de saúde.

Nesta quarta e quinta-feira, dias 11 e 12 de março, os trabalhos continuam com bloqueio químico na área de abrangência do Centro de Saúde da Vila Ipê, abrangendo cerca de 420 imóveis. A mesma ação será feita na Vila Georgina e Paranapanema, que deve contemplar 750 imóveis.

Cerca de 50 profissionais estão realizando a colocação de telas em caixas d’água na área de abrangência do Centro de Saúde Faria Lima, no entorno da antiga rodoviária, também nesta quarta e quinta-feira.

No Jardim Fernanda, 1.600 imóveis serão percorridos pelos funcionários da prefeitura, que irão de casa em casa orientando moradores, inviabilizando criadouros e explicando sobre a doença e seus sintomas. Se alguém for identificado com sinais de dengue, os agentes orientam a buscar assistência no centro de saúde.

“Também orientamos a população que armazena água a colocar duas colheres de sal para cada litro de água ou uma colher de água sanitária para cada 5 litros”, explica a coordenadora de dengue da VISA Sul, a bióloga Heloísa Malavasi. “Isso inviabiliza a água como criadouro do Aedes aegypt, transmissor da dengue e chikungunya”.

Outras regiões

Na região Leste, os moradores do Taquaral estão sendo orientados sobre dengue e chikungunya. Os profissionais também fazem busca ativa, ações educativas em escolas e igrejas e bloqueio químico, na quinta-feira, 12.

Na sexta-feira e no sábado, dias 13 e 14, as equipes farão nebulização nos bairros Jardim Conceição e Imperial, em Sousas. Um arrastão também está programado para a retirada de criadouros nos dois bairros.

Na região Sudoeste, haverá retirada e inviabilização de criadouros nesta quarta e quinta-feira, no Jardim Nossa Senhora Aparecida, Melina e Rosalina. Os mesmos bairros recebem bloqueio químico na segunda e na terça-feira, dias 16 e 17 de março, ação que será estendida para o bairro Ouro Preto. Cerca de 15 profissionais estarão envolvidos com as ações.

As ruas próximas à Avenida Brasília, no Jardim Roseira, região Noroeste, terá remoção de criadouros nesta quarta-feira pela manhã, com uma equipe de 12 pessoas. No período da tarde, a mesma equipe percorrerá pontos de risco e denúncias do 156, fazendo remoção de criadouros e orientação da população.

Na quinta-feira as equipes continuam o trabalho de casa em casa nos bairros da região, com orientação de moradores.

Na segunda, terça e quarta-feira, será a vez da área de abrangência da Vila Perseu de Barros receber as visitas e o trabalho de remoção de criadouros com caminhão. A ação será das 8 às 17 horas.

Nos bairros do Parque Via Norte e Josino, na região Norte, nesta quarta-feira as equipes farão visita de casa em casa, orientando a população para o trabalho de remoção de criadouros que será feito na quinta-feira, dia 12, no período da manhã.

No dia 16, segunda-feira, será feita a nebulização nos bairros Boa Vista e Via Norte, período da manhã. Cerca de 30 agentes estarão envolvidos na ação. No dia 17, terça-feira, o caminhão fará ação de cata treco no San Martin.

E no dia 19, quarta-feira, haverá uma palestra de conscientização no Ceasa, com vistoria do local. A palestra terá início às 9 horas.

Previous post

Imposto de Renda: MP com reajuste da tabela é publicada no Diário Oficial

Next post

Aeroporto de Viracopos recebe nova rota de cargueiros 747-700 dos EUA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *