Home»RMC»Rota das Bandeiras realiza ‘Censo Animal’ em propriedades rurais do Corredor Dom Pedro

Rota das Bandeiras realiza ‘Censo Animal’ em propriedades rurais do Corredor Dom Pedro

0
Shares
Pinterest Google+

Levantamento busca conscientizar proprietários e reduzir o número de ocorrências nas rodovias

Inspetores passam por treinamento para a captura de animais - Foto: Divulgação / Rota das Bandeiras
Inspetores passam por treinamento para a captura de animais – Foto: Divulgação / Rota das Bandeiras

A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa que administra o Corredor Dom Pedro, está realizando um levantamento das propriedades com animais às margens das rodovias. O ‘Censo Animal’ tem o objetivo de conscientizar proprietários de animais de grande porte – como bois, cavalos e vacas – sobre a importância de manter o rebanho preso e diminuir o número de ocorrências na via.

Até o momento, a equipe da Concessionária já esteve em 70 propriedades e mais de cinco mil animais foram mapeados. “Estamos colhendo informações importantes nas propriedades, como o número de animais e se eles possuem alguma marcação. É algo importante para identificar o seu proprietário caso este animal fuja”, explica o coordenador de tráfego da Concessionária, Murilo Perez.

Em 2014, foram registradas 3.824 ocorrências envolvendo animais nas cinco rodovias do Corredor Dom Pedro. Dessas ocorrências, 39 resultaram em acidentes (nenhum fatal), número semelhante ao registrado pela Concessionária em 2013.

A presença de animais na pista teve redução em relação a 2013, quando foram 4.485 ocorrências. O número de apreensões, contudo, subiu, o que mostra o trabalho mais efetivo de inspeção da Concessionária. Em 2014, foram apreendidos 61 animais, a maior parte equinos e bovinos. No ano anterior, haviam sido 55.

O ‘Censo Animal’, além de reduzir o risco para os usuários das rodovias, cumpre um importante papel ambiental, já que poderá diminuir de ume forma considerável o número de atropelamentos de animais na pista. Outro fator importante é conscientizar os proprietários sobre as responsabilidades civil e criminal em casos de acidentes com os animais. Um folheto com dicas de segurança é entregue no momento da visita.

Quando ocorre uma apreensão, os animais são levados a um pátio em Louveira, onde recebem cuidados veterinários como vacinas e alimentação. Os proprietários têm oito dias para fazer a retirada dos animais. Depois desse período, caso o proprietário não seja identificado, os animais são liberados para leilão, com a arrecadação destinada ao município e ao próprio pátio de apreensão para a cobertura dos gastos efetuados durante a estadia.

O que fazer quando se deparar com um animal na pista

Ao se deparar com um animal na pista, o motorista deve tomar alguns cuidados para minimizar o risco de acidentes. “O primeiro passo é diminuir a velocidade. Também é importante não buzinar e nem acender as luzes para que o animal não se assuste”, ressalta Murilo. A passagem pelo animal deve ser feita por trás do bicho. Outra dica importante é alertar os usuários que vêm em direção oposta sobre o perigo. Para isso, o motorista deve piscar os faróis.

O coordenador também solicita aos motoristas que entrem imediatamente em contato com a Concessionária, por meio do 0800-770-8070, disponível 24 horas. A Rota das Bandeiras conta com inspetores capacitados, que passam rotineiramente por treinamentos para capturar ou afugentar os animais. Os locais em que há incidência de animais na pista também recebem sinalização especial, para alertar os usuários.

 

Previous post

Festa do Milho de Tanquinho começa no sábado, 7

Next post

São Paulo Companhia de Dança traz espetáculo Céu Cinzento a Campinas

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *