Home»Geral»Com chuvas acima da média, Cantareira tem mesmo percentual de novembro

Com chuvas acima da média, Cantareira tem mesmo percentual de novembro

0
Shares
Pinterest Google+

Sistema Cantareira chega a 9,5% nesta quinta-feira (19), com a maior média histórica de chuvas para o mês de fevereiro

O nível do Sistema Cantareira vem subindo diariamente desde o dia 5 deste mês, mas ainda é considerado crítico.Sabesp/Divulgação
O nível do Sistema Cantareira vem subindo diariamente mas ainda é considerado crítico. Foto: Sabesp/Divulgação

Com um acumulado de chuva que já supera em mais de 60 milímetros (mm) a média histórica de fevereiro, o Sistema Cantareira chegou hoje (19) a 9,5% da capacidade de armazenamento. Esse percentual é o mesmo que o sistema registrava no dia 25 de novembro do ano passado. O nível do reservatório está em elevação desde o dia 5, quando era 5,2%.

Apenas no dia 9 não ocorreram chuvas na região do sistema. O índice pluviométrico indica uma soma de 260 mm, enquanto a média é 199,1 mm. A última vez que o acumulado ficou um pouco acima do previsto foi em março do ano passado. Fevereiro é considerado o mês que mais choveu na região desde janeiro de 2012.

A primeira cota do volume morto – reserva que está abaixo das comportas e precisa ser bombeada – começou a ser disponibilizada em maio do ano passado e a segunda cota – 105 bilhões de litros de água –, em novembro, quando o volume do sistema atingiu 10,6%.

Apesar de ainda estarem em níveis críticos, o Cantareira e o Alto Tietê apresentam um quadro de elevação de armazenamento. Com chuvas acima da média, o Alto Tiête está com 17,2% da capacidade. Em fevereiro, o acumulado de precipitações chegou a 274,8 mm. A média histórica é 192 mm. A marca foi superada no último dia 16, com um índice pluviométrico de 197,3 mm.

Outros manaciais

O nível dos demais reservatórios que abastecem a região metropolitana de São Paulo também aumentou nos últimos dias. O Guarapiranga subiu de 56,3% para 56,8%. O acumulado de chuvas (192,8 mm) superou hoje a média histórica (192,5 mm). O Alto Cotia chegou a 36,2%, uma elevação de 0,9%. O volume de chuvas que caiu no reservatório neste mês (137 mm) ainda não alcançou a média, que é 178,9 mm.

O Rio Grande, represa que tem o melhor nível de reserva de água, subiu de 82,9% para 83,9%. O índice pluviométrico (179 mm) já se aproxima do previsto, que é 206,1 mm. O Rio Claro também avançou de 34,6% para 34,8%, com um acumulado de chuvas de 230 mm. A média para fevereiro neste reservatório é 237,8 mm.

Agência Brasil

Previous post

Corredor Dom Pedro tem redução de 27,1% de acidentes durante o Carnaval

Next post

Rio Piracicaba enche e cidade entra em alerta para alagamentos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *