Home»Educação, Pesquisa e Inovação»Aplicativo brasileiro aproxima população de prefeituras e órgãos públicos

Aplicativo brasileiro aproxima população de prefeituras e órgãos públicos

0
Shares
Pinterest Google+

apps-moms-should-download-ftr.jpg

O aplicativo brasileiro Colab.re, premiado recentemente pela ONU como um dos cinco melhores do mundo em fiscalização popular, ganha força no país para aproximar a população de prefeituras e órgãos públicos, destacou neste sábado um de seus responsáveis.

“Hoje, cada vez mais, o poder público está interessado em uma gestão em colaboração com o povo” e por isso o canal de aproximação entre os cidadãos e os órgãos públicos se transforma em uma ferramenta para facilitar a gestão das prefeituras, afirmou Gustavo Maia, um dos criadores do aplicativo.

Iniciado oficialmente em março de 2013, a ferramenta começou a funcionar em Recife como plataforma de reivindicações e sugestões dos cidadãos, e desde junho já esta disponível em todas as cidades do Brasil.

“Logo após lançá-lo, em 2013, ganhamos o prêmio de melhor aplicativo urbano do mundo”, comentou Maia, que lembrou que os usuários podem acessar o serviço através do site (http://www.colab.re), ou pelos aplicativos para os sistemas iOS e Android.

Segundo ele, a ideia desse projeto surgiu quando começou a perceber que as pessoas falavam muito de suas cidades nas redes sociais, mas que suas reivindicações e críticas não eram canalizadas.

“Percebíamos que os gestores públicos não conseguiam captar essas informações que os cidadãos punham nas redes sociais, principalmente porque não estavam estruturadas”, acrescentou Maia.

Diante dessa necessidade, o Colab.re foi criado como uma “ponte direta” entre os cidadãos e as prefeituras de 50 cidades brasileiras.

“A entrada de uma cidade em nosso sistema é muito simples, é como ingressar em uma rede social”, comentou o criador, acrescentando que a empresa tem um “diálogo aberto” com todas as capitais do país.

Com mais de 60 mil usuários, seus criadores esperam que o aplicativo se transforme em um canal direto entre cidadãos e 200 cidades brasileiras até o fim de 2015.

Sobre uma possível expansão internacional, Maia destacou que, “desde o lançamento”, recebeu “contato de pessoas interessadas em levar o Colab.re para fora do país”. Porém, ele ressaltou que o serviço ainda deve ser aperfeiçoado.

“Temos os pés no chão, queremos deixar o aplicativo impecável primeiro no Brasil”, frisou.

A ONU premiou aplicativos a partir de critérios de relevância e originalidade, além da medição da funcionalidade e da acessibilidade que o serviço oferece às pessoas.

Agência EFE

Previous post

Luta contra mudanças climáticas reúne 195 países em Genebra

Next post

Pivô de crise, Sanasa foi visitada apenas uma vez por fiscais

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *