Home»Distritos Campineiros»Rota das Bandeiras realiza recuperação do pavimento no Trevo de Barão Geraldo neste sábado, dia 10

Rota das Bandeiras realiza recuperação do pavimento no Trevo de Barão Geraldo neste sábado, dia 10

0
Shares
Pinterest Google+

Passagem inferior, que serve de acesso a Paulínia, permanecerá fechada das 8h às 16h

_DSC2201

A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro, realiza neste sábado, dia 10, a interdição da passagem inferior do Trevo de Barão Geraldo, em Campinas, para realizar reparos no pavimento. O local serve de acesso para quem deixa a pista norte (sentido Anhanguera) da D. Pedro I (SP-065) e segue para Paulínia via Prof. Zeferino Vaz (SP-332), no trecho conhecido como Tapetão.

O trabalho será realizado a partir das 8h, com previsão de término para as 16h. A recuperação do pavimento será feita no sábado para minimizar os transtornos aos motoristas. Durante o período em que a alça permanecer fechada, o motorista deverá seguir pela pista marginal da D. Pedro I por mais 500 metros, realizar os retornos do trevo para então acessar o Tapetão.

O acesso para o distrito de Barão Geraldo permanecerá aberto. A alça da D. Pedro I, contudo, terá estreitamento de pista, com o tráfego liberado pela pista da direita. Todo o local receberá sinalização adequada.

A recuperação no asfalto é necessária após as fortes chuvas registradas no fim do ano, que acabaram por danificar parte do pavimento. A Rota das Bandeiras pede a compreensão dos usuários.  

Previous post

ARES-PCJ distribui folder sobre Consumo Sustentável de Água

Next post

Campinas prepara lei específica para o comércio de animais

1 Comment

  1. tereza penteado
    janeiro 10, 2015 at 3:31 am — Responder

    http://portal.tododia.uol.com.br/_conteudo/2015/01/opiniao/editorial/57782-servico-mal-feito.php
    08/01/2015-01h08 – Atualizado em 09/01/2015-01h06
    Facebook Twitter Google+
    A quantidade de problemas em uma obra entregue há tão pouco tempo como o Trevo de Barão Geraldo, em Campinas, é preocupante. Como mostrou ontem o TODODIA, o dispositivo viário, pronto há menos de três meses, já apresenta afundamento de asfalto, deslizamentos de terras e formação de poças, o que tem provocado queixas de motoristas que trafegam pelo local.
    É igualmente preocupante saber que a concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela obra e pelo corredor Dom Pedro, culpa num momento a chuva, em outro a falta dela, pelos estragos. Se cada empresa tivesse de rezar aos céus quando entrega uma obra, o País estaria perdido. O fato de a concessionária não admitir que houve problemas na engenharia das intervenções significa que o motorista pode esperar que, se outras chuvas fortes vierem (e, só para lembrar, estamos no verão), nada garante que a obra vá aguentar.
    Segundo a explicação da concessionária, primeiro a vilã foi a estiagem, que impediu que a grama plantada se fixasse de forma correta nos barrancos.
    Depois, vieram as chuvas, que provocaram os deslizamentos. Não é preciso ser um gênio da engenharia para ver que algo estava muito errado nos cálculos da Rota.
    É imprescindível que as autoridades fiquem atentas ao caso, antes que problemas mais sérios sejam causados por conta de um serviço mal feito.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *