Home»Distritos Campineiros»Barão Geraldo: a espera do “ecoponto”

Barão Geraldo: a espera do “ecoponto”

0
Shares
Pinterest Google+

Subprefeitura instala caçambas para conter o despejo ilegal de lixo

A instalação de um ecoponto no distrito já foi autorizada pelos órgãos ambientais

_DSC1901

A subprefeitura de Barão Geraldo instalou seis caçambas no final da Avenida Santa Isabel, altura o pesqueiro do Barbiéri na tentativa de coibir o descarte irregular de todo tipo de lixo no em vários pontos do distrito. Todos os dias, a partir das 17 horas, as caçambas cheias de todo tipo de lixo são trocadas por caçambas vazias.

O ecoponto mais próximo de Barão Geraldo fica na Vila Costa e Silva, próximo ao Shopping Dom Pedro, o que inviabiliza qualquer tentativa de descarte do material – resíduos sólidos, na sua maioria – a distância significativa do distrito.

A instalação de um ecoponto no distrito já foi autorizada pelos órgãos ambientais mas a verba de R$ 300 mil para a construção ainda não existe. Segundo informações do subprefeito Valdir Terrazan, o dinheiro pode vir de um TAC – Termo de Ajuste de Conduta.

_DSC1910

Antigamente existia, mesmo que precariamente, um ecoponto no Parque Ecológico Dr. Hermógenes Leitão, onde o baronenese podia descartar em local apropriado, pilhas, baterias, lâmpadas, remédios e todo tipo de material reciclável. Hoje isso não é mais possível e cada cidadão dá qualquer destino a este material.

Também é importante lembrar que mais de 70% do “lixo” produzido por baronenses é composto por material reciclável e que a Cooperativa de Reciclagem de Barão Geraldo, a Cooperbarão está desativada há mais de quatro anos.

Previous post

Procon lança cartilha sobre material escolar, mensalidade e uniforme

Next post

Operação de radares na SP-304 começa quinta-feira, 8 de janeiro

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *