Home»Campinas»Sanasa quer aumento da tarifa de água

Sanasa quer aumento da tarifa de água

0
Shares
Pinterest Google+

_DSC9815

Em meio à maior crise hídrica da história no Estado, a tarifa de água pode aumentar no próximo ano em Campinas. O pedido foi encaminhado pela Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento) para a Ares-PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) por meio de conversas, mas ainda é necessário o envio de dados.

Mesmo com o pedido, a Sanasa ainda terá de esperar até fevereiro se quiser aumentar a conta, isso pelo fato de a tarifa já ter sido reajustada em fevereiro deste ano. De acordo com a legislação, é necessário esperar 12 meses para novo reajuste.
Na segunda-feira, na Câmara, a diretoria da Sanasa apontou que a receita líquida da empresa de janeiro a setembro deste ano foi de R$ 434,7 milhões, número 11,3% maior em comparação ao mesmo período do ano passado. Desse valor, 53% vão para o pagamento de funcionários.
A justificativa da Sanasa para o aumento é que, durante a crise hídrica, em outubro, a cidade ficou dez dias com o abastecimento e distribuição prejudicada por conta da baixa oxigenação e alto índice de poluição do Rio Atibaia. Com isso, aponta, o custo do tratamento chegou a triplicar no período.
Em nota, a Sanasa afirmou que houve um aumento significativo no processo de tratamento de água e, em alguns casos aumento de 1.000% na quantidade de produtos químicos adicionados. “Todos os dados foram apresentados para a Ares-PCJ que deliberará o percentual de reajuste que será aplicado”, apontou a empresa.
A Ares-PCJ informou que o pedido ocorreu extraoficialmente por meio de conversas e que planilhas justificando o aumento dos gastos não foram repassadas. O trâmite consiste na apresentação de documentos, balanços, previsão de investimentos, análise técnica e econômica pela Ares-PCJ, formulação de pareceres para apreciação do Conselho de Regulação e Controle Social e, no mínimo, 30 dias antes da vigência, publicação da resolução com os valores e faixas de consumo, entre outras informações.
O presidente da Associação de Bairro Satélite Iris, Adalton Anunciação, afirmou que a pretensão de aumento da tarifa é uma “afronta com a população”. “Acredito que a Sanasa não resolveu o problema de crise de água. Estamos sempre dependendo de chuvas e as medidas anunciadas recentemente acham que são insuficientes. Ano que vem vamos ter crise de novo, pode esperar”.
Jornal Todo Dia
Previous post

São Paulo é o estado mais competitivo para o agronegócio, revela CNA

Next post

Recuperado, Teatro de Arena do Centro de Convivência recebe a Sinfônica de Campinas

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *