Home»Uncategorized»Emdec inicia estudos para mudar os pontos de ônibus da cidade

Emdec inicia estudos para mudar os pontos de ônibus da cidade

0
Shares
Pinterest Google+

Projeto foi anunciado em audiência pública na Câmara

1aCMC

Em audiência pública promovida pela Comissão da Pessoa com Deficiência da Câmara nesta quarta-feira (18/06), o chefe de gabinete da EMDEC, Paulo Giglio, disse que a empresa que disciplina o trânsito na cidade, iniciou estudos para a criação de um novo tipo de ponto de ônibus. Giglio diz que o projeto ainda é embrionário, mas a ideia, segundo ele, é transformar as paradas dos ônibus num espaço que seja mais acessível para os deficientes físicos, mas confortável e seguro para toda a população

O diretor informou que a cidade de Campinas conta com cerca de 5,5 mil pontos, mas sem nenhuma padronização. Ele contou na audiência que uma das prioridades do projeto é uniformizar os equipamentos. Giglio revelou que a prefeitura ainda procura parceiros nas universidades para a execução do projeto, mas lembrou alguns aspectos que o Poder Público deseja para as paradas de ônibus.

Segundo ele, a ideia inicial é que sejam iluminadas e que em determinadas regiões devam ser equipadas com câmeras de monitoramento. Além disso, as guias deverão ser mais altas para reduzir a diferença entre a calçada e o veículo. O projeto deverá definir ainda as instalações dos pontos, como coberturas e bancos e o material a ser utilizado. “Desta forma estaremos atendendo melhor não apenas os deficientes físicos ou visuais, mas também os idosos, as grávidas e pessoas que tenham dificuldades ou alguma limitação de locomoção”, explicou.

Para os deficientes, disse ele, a ideia é que os pontos de ônibus tenham piso tátil, além de espaços específicos para a implantação de novas tecnologias que venham proporcionar acesso rápido e seguro dos cegos ou de pessoas com baixa visão, cadeirantes, surdos e pessoas com problemas de locomoção.

Paulo Goglio disse que os estudos ainda estão no início, mas estima que estarão concluídos até o final do segundo semestre deste ano.

PROJETOS – A audiência foi marcada pela Câmara, para discutir dois projetos em tramitação na Casa. O primeiro deles, de autoria do vereador Elias Azevedo (PSB), obriga o Executivo a instalar placas de metal escritas em braile nos pontos de ônibus. O projeto prevê ainda, que os pontos sejam equipados com qualquer dispositivo de acesso aos deficientes visuais que seja proporcionado pelas novas tecnologias.

O segundo projeto submetido a audiência é de autoria do vereador Jeziel da Silva (PP) e prevê atendimento prioritário a pessoas com obesidade mórbida em repartições públicas.

As audiências foram conduzidas pelo presidente da comissão, vereador Paulo Búfalo (PSOL).

Fonte: Câmara Municipal de Campinas

Previous post

Brasil só terá saneamento completo em 2060, diz professor da FGV

Next post

Vazão chega a 6 m³/s e, pela 2ª vez no ano, Campinas deve acionar estado

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *